Terms of Use & Privacy Policy

Lifestyle - Rent Car

Como alugar um Veículo na Europa

malaparadois  - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

 

Quando se pensa em aluguel de carros, muitos viajantes acham que será muito difícil e caro. Pois bem, é bem mais simples do que se pensa e muito mais barato do que se imagina. É claro que se deve tomar algumas precauções. Para alugar um veículo na Europa, separamos para vocês algumas dicas importantes:

 

Observação – Estas dicas são para brasileiros que desejam alugar veículo na Europa, mas pode ser adaptado para qualquer sul americano. Os europeus integrantes da UE tem tratamento diferenciado, por tanto as dicas podem não servir.

 

Note - These tips are for Brazilians wishing to rent car in Europe, but can be adapted to any American South. European members of the EU have different treatment for both tips can not serve

 

1.     Procure sempre efetuar a reserva ainda no Brasil. Assim você paga em Reais e evita surpresas desagradáveis com câmbio e de não encontrar o veículo desejado. Além de não ter que enfrentar filas enormes na retirada do veículo no aeroporto de destino ou nos centros de entrega.

 

DICA IMPORTANTE – Alugar carro em lojas de aeroportos (na hora do desembarque) costuma ser mais caro que nas lojas dos bairros e centro da cidade.

 

2.       Tente alugar o veículo no Brasil, como dito anteriormente, pois a língua do país a ser visitado pode ser uma dificuldade a mais. Assim você pode resolver problemas que podem aparecer no seu próprio idioma. Grandes operadoras como a Hertz, Avis e Rental Cars disponibilizam canais de contato em vários idiomas.

 

3.       Para os viajantes que decidirem alugar diretamente na Europa, tenham a disposição um cartão de crédito com limite suficiente para cobrir o tempo de locação e extras que por ventura ocorrer. Dinheiro local também é aceito para locação, mas mesmo assim deverá informar um número de cartão de crédito.

4.       Quer tarifas melhores? Alugue o veículo por mais tempo. Locações superiores a uma semana tendem ser mais em conta do que as de curto prazo e as locadoras dão prioridades para quem faz locação por mais tempo.

 

5.       Na Europa as locações são mais baratas entre os meses de outubro e março por causa da baixa temporada.

 

6.       Se for na alta temporada, tente reservar com bastante antecedência, assim você evita problemas de não encontrar o veículo desejado e pode ter um bom desconto nas tarifas.

 

7.       Evite as locadoras de menor expressão ou aquelas que você nunca ouviu falar. É fato consumado que estas podem dar problemas com estrangeiros. As locadoras menores servem para as pessoas locais. Se for efetuar o pagamento ainda no Brasil, faça a locação com as locadoras de grande porte tipo AvisHertzAuto Europe ou Rental Cars. Existe uma boa opção de locadora estabelecida em Portugal é a Europcar que cobre mais de 150 países. Se seu destino for Portugal e Espanha pode optar também pela Pepecar, mas nesta você somente estará seguro dentro das limitações regionais. A Pepecar tem as tarifas mais baratas para locações de curto prazo.

 

8.       Compare as tarifas consultando diretamente os sites das locadoras ou faça através da sua agencia de turismo de confiança. Sites como Auto Europe ou Rental Cars oferecem pesquisas e preços quase imbatíveis!

 

9.       Easy Car e Cars for Less rastreiam as melhores tarifas das locadoras.

 

10.    Não deixe de ler todo o contrato de locação e exija que enviem uma cópia para seu email. Lembre-se: O seguro pessoal é opcional, mas é sempre bom fazê-lo.

 

11.    Para melhor visualização, abaixo segue uma simulação na Hertz para o período de 18/01/2014 a 25/01/2014, retirando o veículo em Lisboa e entregando-o em Faro (Portugal):

 

  • Hertz

  • Peugeot 208 ou similar categoria econômico

  • Grupo Y

  • Portas:4 Ocupantes:5 Ar Condicionado:Sim Direção:Hidráulica Câmbio:Manual Air Bag:Sim Freios ABS:Sim

  • US$34,26/dia

  • Total US$358,26 c/ taxas

 

12.    Acessórios tipo GPS devem ser informados e são pagos à parte.

 

13.    Verifique a possibilidade do seguro cobrir a circulação entre vários países se este for o caso.

 

DICA IMPORTANTE: Não seja mesquinho! Férias são para serem aproveitadas sem problemas, então faça o seguro completo do veículo. Seguro parcial pode lhe causar problemas. Tente negociar a franquia e a quilometragem (livre) com a locadora.

 

14.    Lembre-se: Atente para as condições de abastecimento. Se for Full to Full, devolva o veículo com o tanque cheio. Os preços nos postos de abastecimentos são mais em conta do que os praticados pelas locadoras. Se o caso for Full to Empty, você já estará pagando o combustível que levará no tanque e devolverá vazio (ou quase).

 

15.    Lembre-se: As instruções de funcionamento básico do veículo são para serem lidas! Principalmente o tipo de combustível a ser aplicado. Na Europa o abastecimento é self service (você mesmo) e para cada tipo de combustível existe um bocal diferente que deverá ser perfeitamente encaixado na entrada do tanque do veículo. É muito fácil de confundir, então fiquem atentos! Gasoil não é gasolina! Gasoil é óleo (pode ser diesel). Gasolina é Gas, Gasoline ou Petrol.

 

16.    Verificar pneus, latarias e possíveis avarias que possam haver no carro, devem ser verificadas antes de retirar o veículo. Tire fotos do veículo e se houver avarias graves, principalmente na lataria, peça na hora a substituição.

 

17.    O tipo de veículo dependerá do que você precisa. Se for um hatch back este caíra como uma luva em cidades com ruas estreitas. Em Roma, Florença e Lisboa, por exemplo, os hatch backs são uma mão na roda! Mas este tipo de veículo quase não há espaços para malas e o banco traseiro ficará desconfortável se colocar mais de dois passageiros. Se for pegar estradas, opte pelos sedans ou Station Wagons, além de caberem suas malas sem apertos, são mais seguros, espaçosos e confortáveis. Outras categorias dependerá muito do que você irá fazer (Ranger, Cross ou SUV).

 

18.    É bom saber que dificilmente você escolherá o veículo, o que você escolhe é a categoria. Se locar ainda no Brasil e chegando no destino a locadora não dispor de nenhum veículo da categoria contratada, ela deverá oferecer um veículo de classe superior.

 

19.    Categorias menores tendem a ter menor isenção de danos causados. Economizar na categoria nem sempre é a melhor opção.

 

20.    A maioria das locadoras exigem idade mínima de 21 anos do condutor, além de 2 anos de validade da carteira de motorista. Alguns países exigem a habilitação internacional. É muito simples retirar a habilitação internacional, basta pagar um DUDA no banco autorizado pelo Detran de sua cidade, marcar o dia e hora para atendimento e em alguns dias você terá em mãos. A Permissão de Dirigir Internacional é válida pelo tempo de validade de sua CNH.

 

21.    O GPS é fundamental ser adquirido na locação do seu veículo. Mesmo para os mais habituados com o destino, o GPS é imprescindível!

 

22.    Apps GPS para smartphones também são bem vindos! Mas lembre-se que o sinal de GPS dos smartphones são transmitidos por dados e não via satélite, assim podem ser bem caros se utilizados por períodos grandes. Exemplo: Um dia de utilização de dados pela operadora Vivo na Itália custa R$ 25,00/Dia, além da habilitação da própria linha.

 

23.    Caso sua viagem for para países com temperaturas baixas, faça a locação de veículos da categoria green cars. Estes não possuem ar condicionados e são bem mais baratos.

 

24.    Devolva o veículo antes da hora marcada, para evitar pagar uma diária a mais. A cobrança é efetuada por dia de 24 horas e a cobrança de um minuto a mais equivale a uma hora excedente. Após a sexta hora será cobrada mais uma diária.

 

25.    Carteiras internacionais são exigidas aos países que não fazem parte do tratado de Shengen. Mesmo assim recomendo fazer a carteira internacional. A policia de determinados países, tendem a parar com frequência veículos de locadoras, pois eles sabem que turistas tendem a não respeitar as leis locais, por simples desconhecimento ou por acharem que nada acontecerá, por tanto leia as leis de transito local e mantenha-se sempre com os itens de segurança do veículo em perfeita utilização (use o cinto, por exemplo)

 

26.    Em caso de incidente ou acidente, tenha sempre os meios de comunicação das embaixadas e consulados. Isto não serve apenas para locações de veículos, servem para toda sua viagem.

 

27.    Locar o veículo em uma cidade e devolver em outra poderá e vai lhe custar um pouco mais. Em média uns € 300,00.

 

28.    É sempre bom comparar os gastos com transporte público e taxis antes de locar seu veículo. Leve em consideração, além do dinheiro, tempo, conforto, segurança, mas principalmente locais para estacionar seu veículo. Em determinados países é muito comum veículos alugados serem alvos de saques, roubos e furtos, então sempre deixe seu veículo em um parking, evite deixa-lo na rua.

 

29.    A maioria das cidades europeias são muito bem servidas de transporte público, por tanto, veja a real necessidade de locar um veículo. Para andar por cidades com becos, vielas e ruas estreitas nas cidades históricas (por exemplo: Florença e Roma) indico a locação de bicicletas, motonetas ou simplesmente caminhar!

 

DICA IMPORTANTE: Londres (£ 130,00) e Amsterdam (€ 80,00), por exemplo, o estacionamento pode ser mais caro do que uma diária da locação. Se informe primeiramente dos trajetos que irão fazer, antes de locar um veículo.

 

30.    Indico aluguel de carro para passeios e visitas a locais que são servidos por auto estradas. Regiões como a Toscana na Itália, Algarve em Portugal, Andaluzia na Espanha, Provença na França... São locais que vale a pena locar um bom veículo.

 

DICA IMPORTANTE: Aluguel de veículo não combina com pressa nos passeios. A locação é para você deslumbrar-se com as paisagens e não para se chegar mais rápido! Se quer chegar rápido vá de trem ou avião.

 

31.    Na Europa em casa de multa, normalmente o pagamento é no ato! Mas em alguns casos e países é enviado para locadora e será enviada à você através do seu cartão de crédito. Avise na locadora que você recebeu a multa e evite desconfortos futuros.

 

32.    A maioria das estradas europeias são pedagiadas, calcule uma boa média de quanto gastará em seu trajeto. Um site muito bom para este fim é o do Guia Michilin (Via Michelin). Este guia mantém-se sempre atualizado e fornece o valor médio de combustível de cada país.

 

DICA IMPORTANTE: Selecione no equipamento do GPS do seu veículo a opção por estradas não pedagiadas. Desta forma você aproveitará mais os locais e estradas internas, que são um luxo à parte em determinadas regiões da Europa, porém aumentará seu tempo de viagem. No retorno configure o GPS para opção de rota mais rápida, assim você não perde a hora da entrega do veículo.

 

33.    No Leste europeu muitas locadoras não permitem a utilização entre fronteiras. Assim você terá que locar o veículo no local. Existe exceções tipo: locar um veículo na Alemanha, o que possibilita que você possa trafegar por Praga, Budapeste e outros países do Leste Europeu. E também fique ligado com a obrigatoriedade de portar o selo-pedágio, que pode ser comprado nas fronteiras, em postos de gasolina ou em agências de correios. Este selo é obrigatório na Eslováquia, República Tcheca, Hungria e Áustria, por exemplo, e custa em média € 8,00 por 7 dias, bem abaixo da média de uma multa por não portá-lo no carro, que pode chegar a € 120,00 na Áustria. Verifique bem as leis dos países por onde você vai circular, para saber da necessidade deste selo-pedágio ou de outros itens obrigatórios.

 

34.    Os cartões Platinum geralmente dá direito a cobertura de isenções de responsabilidade em caso de danos ao veículo causado por terceiros. Para ter direito a esta cobertura, você deve recusar a opção de Isenção de Responsabilidade em Caso de Danos por Colisão (CDW/LDW) ou cobertura similar oferecida pela locadora no contrato de aluguel do automóvel. 

 

35.    Lembre-se de conferir a legislação de trânsito de cada país a ser visitado. Por exemplo: em Portugal a lei exige apenas um triângulo, já na Espanha você poderá ser multado caso seu veículo não possua os 2 triângulos exigidos por lei.

 

36.   Tenha sempre consigo o passaporte, habilitação internacional, reservas dos hotéis, documentos do veículo e em caso de acidente ou incidente, tenha o telefone das embaixadas e consulados, você pode precisar não apenas para condições de locomoção veicular mas é uma dica para toda a sua viagem.