malaparadois -Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa - A capital lusa merece ser visitada várias vezes!

Lisboa, Portugal

 

A primeira coisa que você percebe quando se chega a Lisboa é o aeroporto. O Aeroporto da Portela é moderno, confortável e tem seu charme. 

A capital lusitana é fantástica, encanta, o deixa apaixonado com vontade de morar lá!

 

Em Lisboa você terá todas as facilidades de uma grande metrópole com o charme de séculos passados. Vestuário, bebidas, souvenirs... É tudo muito acessível. E o Rossio? Lugar fantástico e no Centro de Lisboa, de onde você pode ir a qualquer lugar do País através de transporte público, além de ficar no meio dos acontecimentos na capital portuguesa.

Nesta seção

você é o visitante nº 

malaparadois - Dicas de VIagens & Lifestyle em um único site!

Um pouco sobre a história de Lisboa

Lisboa nasceu de um vilarejo localizado a norte do atual castelo de S. Jorge. Através dos romanos (195 a.C.), que ali estavam estabelecidos e, do crescente desenvolvimento sócio econômico, não demorou muito para atribuir a classificação de "cidade" ao lugarejo.

Os romanos ainda colaboraram com o desenvolvimento da recém criada cidade construindo monumentos, teatros, termas e estradas. Uma das mais importantes estradas da época era a que levava para Bracara (Braga).

Com uma característica própria e natural, os romanos concentravam suas defesas estratégicas, no estuário do Tejo. A crise do século III que minava e fragilizava a sociedade romana teve reflexo em toda a Península Ibérica.

As sucessivas invasões de novos povos, quer germanos em 500 d.C. (visigodos, suevos), quer árabes em 700 d.C., transformam a fisionomia da população. Devido ao clima de insegurança e de guerra, a cidade adquire uma feição muito peculiar: fortaleza onde se refugiam os habitantes fugidos do avanço dos exércitos cristãos. É uma população de ricos proprietários agrícolas e comerciantes, que se transferem para o interior das muralhas e constroem uma cidade magnífica. No período da Reconquista Cristã, a Lisboa muçulmana é uma cidade cobiçada e várias vezes atacada e ocupada pelos exércitos cristãos (ocupação por Castela em 1000 d.C.). Lisboa era então o mais magnífico centro comercial de toda Europa e de uma grande parte da África com abundâncias de todas as mercadorias: ouro e prata jorravam. E a história antiga da cidade não para por aí, mas vamos deixar para os livros de história.

malaparadois - Dicas de viagens & Lifestyle em um único site!
Lisboa

Lisboa

Parque das Nações malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Parque das Nações malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Parque das Nações malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Parque das Nações malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

A capital portuguesa é linda!

 

Banhada pelo glorioso rio Tejo ela encanta. O turista que vai à Lisboa tem um único problema: não querer ir embora!

 

Lisboa com seus monumentos, praças, jardins, suas ruas, seus sobrados, seus cafés, sua vida noturna e claro, sua deliciosa gastronomia, deixa o viajante encantado.

 

Tem muita coisa para se fazer em Lisboa, visitar cidades e vilarejos próximos é só uma das coisas que o turista pode fazer estando na capital lusitana.

 

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

A Lisboa Moderna

Depois da 1ª Guerra Mundial, preenchem-se as malhas vazias resultantes dos traçados dos eixos das novas avenidas. A Avenida da Liberdade apresenta-se como eixo primordial da nova cidade. Aparecem então edifícios como o Hotel Palace e o Palácio de Castelo Melhor (Foz). O estilo Arte Nova (tardio) revela-se em obras como o Cinema Tivoli do Arquiteto Raul Lino, o Eden Teatro e o Hotel Vitória do Arquiteto Cassiano Branco. Surgem novos bairros com imóveis ocupados por uma classe média em expansão, logradouros ajardinados etc.

A partir da década de 30 começa em Lisboa uma maior intervenção na construção de edifícios novos. É nesta época que a abertura da Alameda Dom Afonso Henriques acontece. Após este período surgem planos de urbanização para a cidade que deveriam envolver um programa de criação de parques e jardins, não só como fundamento de beleza, mas também como reserva de ar puro imprescindível à vida na cidade. São criados novos bairros (Encarnação e Alvalade) antecessores do Olivais e Chelas.

É a época dos grandes blocos residenciais, livres e separados por zonas verdes, procurando uma maior exposição solar e melhor arejamento, segundo os modelos já ensaiados em outros países. É também desta época o arranjo ajardinado das praças que resultam da composição urbanística, com o objetivo de criar zonas de lazer e jogos infantis. Mais recentemente aparecem iniciativas municipais de conjunto coabitando com urbanizações privadas localizadas aqui e ali, que preenchem os espaços, "ainda livres", das zonas limítrofes da cidade de Lisboa. Hoje Lisboa preserva sua história mas demonstra que está pronta para os próximos anos.

Lisboa mostra o seu lado mais contemporâneo para o mundo, com hotéis maravilhosos e conceituados, lojas e restaurantes que estão em evidência, cultura e lazer. Poucas cidades do mundo têm tanta beleza e personalidade como a capital Lusa... História, cultura e muito entretenimento em uma só cidade. E este cenário tem trilha sonora.

O fado, música de timbre melancólico e grande poesia que surgiu no século 19, emana de suas tavernas todas as noites, enquanto o vinho verde é servido de mesa em mesa.

A boa culinária, por sua vez, faz parte da vida diária e pode ser saboreada a qualquer hora, seja numa velha padaria, na fábrica de pastéis de Belém ou num luxuoso bistrô. E o apetite por cultura é saciado a cada incursão a museu ou igreja antiga.

Por essas e outras razões que me apaixonei por Lisboa. Espero que vocês também se apaixonem.

A capital Lusitana encanta e apaixona

Cosmopolita, com acessos variados e sendo uma cidade considerada como "hubport", onde chega-se a qualquer capital europeia em poucas horas, Lisboa desponta como um dos destinos mais procurados em todo o mundo.

Viajar para Portugal, além de ser maravilhoso, você só precisa ter um passaporte válido e um pouco de euros. O nosso país-irmão é muito bonito, charmoso e moderno. Moderno sim, mas sem deixar os encantos do passado.

 

Dica importante:

Não leve muita coisa na mala, você precisará de espaço para trazer de tudo! Vestuário, bebidas, souvenirs... É tudo muito acessível.

Se estiver em dúvida da localidade por onde se hospedar, recomendo ficar no Rossio, lugar fantástico e no Centro de Lisboa, de onde você pode ir a qualquer lugar do País através de transporte público, além de ficar no meio dos acontecimentos da capital portuguesa.

Os clássicos de Lisboa

Castelo de São Jorge - É o ponto mais alto da cidade. Ir à Lisboa e não visitar o castelo é imperdoável! Mas é um bom motivo para voltar. Lá de cima você verá porque essa cidade tem uma forte ligação com o rio Tejo. Neste mesmo ponto, o visitante ainda terá o bairro do Alfama para desvendar.

 

Fado - Patrimônio cultural da humanidade (UNESCO), o Fado é um dos cartões postais de Portugal e de Lisboa. Goste ou não do estilo, um belo jantar à luz de velas ouvindo o Fado é magnífico e romântico. Ouve-se Fado por toda parte em Lisboa? Não. Mas quem tiver o privilégio de passar pelas ruas do Alfama, Madragoa ou da Mouraria poderá aproveitar verdadeiros Fadistas (Fado Vadio) cantarolando o estilo totalmente de graça.

 

Terreiro do Paço - Conhecida também como Praça do Comércio, é a maior praça de Lisboa e uma das mais belas que já pude ver. Recomendo um passeio pela praça e algumas horas no entardecer para ver o pôr do sol às margens do Tejo. É inexplicável o entardecer no Tejo! Tem que ver com os próprios olhos. Com acesso na praça, o visitante ainda pode desfrutar de um belo passeio de barco no Tejo.

A Praça do Comércio, está localizada à margem do Rio Tejo e durante mais de dois séculos neste local havia um palácio real. Em 1511 o Rei Dom Manuel II mudou-se para o Castelo de São Jorge. No terremoto de 1755 mais de 70000 volumes da biblioteca que ali existia foram destruídos. A reconstrução da praça foi um elemento chave do projeto de recuperação do Marquês de Pombal.

Hoje em dia à sua volta existem edifícios do governo assim como o famoso Café o Martinho da Arcada, um dos mais antigos de Lisboa e um dos favoritos de Fernando Pessoa. O ferry que atravessa o Tejo para o Barreiro parte do terminal na parte mais ao sul da praça. A estátua do Rei Dom José foi erigida em 1775 por Machado de Castro, o maior escultor português do século XVIII.

Ao norte da praça há um enorme Arco do Triunfo que abre para a Rua Augusta na Baixa Lisboeta.

 

Elevador de Santa Justa - Localizado na Baixa, é impossível passar por ele e não percebê-lo. A vista que se tem de lá de cima é invejável. Localizada na parte antiga da cidade, com mais de 100 anos de existência, foi desenhada por um discípulo de Gustave Eiffel, o engenheiro Ponsard.

 

Eléctricos - Andar de Bonde. Os eléctricos (bonde como são chamados por lá meio de transporte do dia-a-dia lisboeta, mas é uma das atrações turisticas de Lisboa, além de ser a melhor maneira de andar pelos bairros. O mais emblemático é o Eléctrico 28 e também mais famoso (Atravessa Lisboa dos Prazeres até a Graça).

 

Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém - Em um único dia (ou parte dele) o visitante pode conhecer os dois marcos da arquitetura lisboeta. Patrimônios Mundiais, são duas jóias do estilo gótico manuelino. Toda história dos dois monumentos podem ser encontradas facilmente na internet, mas vale ressaltar que o mosteiro é sepulcro de famosos, tais como Vasco da Gama, D.Manuel I, Luís de Camões, Fernando Pessoa e muitos outros. A Torre está localizada na margem direita do Tejo, na Freguesia de Santa Maria de Belém. Teve sua construção iniciada em 1514 e sua conclusão em 1520. Composta por cinco andares a cima do Baluarte, a Torre encanta pela arquitetura manuelina medieval, tornando o passeio imperdível.

 

O Famosos Pastel de Belém - Com uma receita secreta milenar, é único e, como na região de Champagne na França, somente lá Belém pode-se saborear o verdadeiro. A maioria dos lisboetas degustam todos os dias os seus pastéis com uma deliciosa "bica".

 

Oceanário de Lisboa - Localizado no Parque das Nações, área atualmente nobre (nem sempre foi assim) em Lisboa, tem uma localização privilegiada à margem do Tejo. É um dos maiores da Europa, com centenas de espécies de animais e flora marinha de todos os continentes e oceanos.

 

Estação Oriente ou Gare do Oriente - É a estação ferroviária mais moderna de Lisboa. Mas o que tem de especial em uma estação de trem? Resposta simples: Sua arquitetura projetada por Calatrava. Facilmente acessada após a visita ao Oceanário, Parque das Nações ou Shopping Vasco da Gama (um dos maiores da cidade).

 

As Docas de Lisboa - Antes, reduto não aconselhável para qualquer visitante, hoje é uma das atrações de Lisboa.

Localizada em Alcântara, as Docas é uma excelente opção para os amantes da vida noturna. Atualmente é um os principais centros visitados por turistas e lisboetas que procuram boates e casas noturnas. Espalhadas pelas antigas fabricas das Docas que ainda conservam o conjunto arquitetônico do século XVII, as casas noturnas localizadas nesta região ficam sempre cheias.

 

Baixa LisboetaA Baixa Pombalina, como é também chamada, por ter sido edificada por ordem do Marquês de Pombal, na sequência do terremoto de 1755, cobrindo uma área de cerca de 23,5 hectares. Compreende o Terreiro do Paço, junto ao rio Tejo, o Rossio e a Praça da Figueira, o Cais do Sodré, o Chiado, o Carmo, a Sé e a colina do Castelo de São Jorge.

 

Elevador da Glória - Elevador da Glória é um "eléctrico" do tipo teleférico que o transportará pela encosta íngreme entre a Praça dos Restauradores e o vizinho Bairro Alto. Este elevador é essencial para transportar os moradores locais nas suas investidas à Baixa para compras, mas também é uma grande atração turística.

Em 1914 o elevador era movido a vapor e hoje é a eletricidade que faz o serviço. No topo da colina o turista poderá visitar a Casa Do Vinho do Porto que oferece sessões de provas de alguns dos melhores vinhos do Porto do país num cenário bastante apropriado. Muito perto dali, poderá ver a maravilhosa vista do Miradouro de São Pedro de Alcântara.

 

Elevador de Santa Justa - Uma atração muito procurada em Lisboa é o Elevador do Carmo ou Elevador de Santa Justa que é um elevador clássico com armação em aço que sobe 30 metros desde o nível da Rua do Ouro até ao Largo do Carmo, cujo acesso se faz por um passadiço. A estrutura, que lembra vagamente o estilo da Torre Eiffel, foi desenhada por Raoul Mesnier de Ponsard, um engenheiro português de ascendência francesa.

A estrutura cinzenta metálica foi inaugurada em 1902 e, como a maioria dos elevadores daquela altura, era inicialmente movido a vapor, mas foi convertido a eletricidade em 1907.

As cabines com interiores em madeira têm capacidade para 29 pessoas de cada vez.No topo há um café com música ao vivo para os turistas. A estrutura neo-gótica muda de padrão em cada piso. Chega-se ao seu piso superior por uma escada metálica, que embora seja vertiginosa, compensa pois a vista é fantástica do Castelo de São Jorge, Praça do Rossio, Baixa e estuário do Tejo. Quando foi construída, a torre do elevador foi considerada uma maravilha da engenharia e é hoje um Monumento Nacional. Felizmente o elevador não ficou danificado no incêndio do Chiado em 1998. Rua de Santa Justa. Aberto diariamente das 8h às 21h no Inverno e até as 23h no Verão.

 

Bairro Alto – Muito movimentado e animado, é imprescindível para quem gosta de sair à noite e se divertir muito.

Bares e restaurantes oferecem uma boa variedade de refeições, petiscos e bebidas. Pode-se, durante o entardecer, apreciar o crepúsculo dos miradouros de Santa Catarina e de São Pedro de Alcântara.

 

Compras - Em Lisboa tudo é barato! Passear pelo Chiado e fazer compras, além de divertido e elegante, é barato.

A Rua Augusta é um shopping à céu aberto. Tem lojas, restaurantes e cafés maravilhosos. No final da Augusta... O Arco Triunfal, que ao ser ultrapassado chega-se ao Terreiro do Paço.

Lisboa

Lisboa

Castelo de São Jorge malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Fado malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Terreiro do Paço malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Elevador de Santa Justa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Elevador de Santa Justa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Elevador de Santa Justa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Elevador de Santa Justa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Eléctricos de Lisboa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

O famoso pastel de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Oceanário de Lisboa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Bairro Alto malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Rua Augusta malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Gare do Oriente malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Gare do Oriente malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Gare do Oriente malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

A Baixa Lisboeta malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Praça do Rossio malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Elevador da Glória malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

As Docas de Lisboa malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Mais Lisboa

Praça dos Restauradores - Esta enorme praça no centro da cidade, entre a Avenida da Liberdade e a Praça do Rossio, contém um obelisco construído para comemorar a libertação do país em 1640 depois de 60 anos de domínio espanhol. Todo seu contorno é detalhado em pedras portuguesas (lembra Copacabana). No lado oeste da praça poderá encontrar o recentemente restaurado Palácio Foz do século XVIII, que é também o posto central de informação turística e no lado leste no antigo Cinema Condes dos anos cinquenta, o Hard Rock Café, que atrai centenas de turistas com saudades de casa.

Também poderá reparar no fabuloso edifício art deco conhecido como o Cinema Eden desenhado pelo arquiteto Cassiano Branco. Há uma grande variedade de cafés à volta da praça e se for em direção à Praça do Rossio irá passar pela lindíssima Estação do Rossio no estilo neo-manuelino.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Praça da Figueira - Ponto de encontro de lisboetas e gente do mundo todo, com todas as crenças e raças que convivendo pacificamente nesta praça. Muito freqüentada por Mochileiros, a praça atrai os serviços informais de Lisboa (engraxates, vendedores ambulantes etc.). Esta praça faz parte da Baixa Pombalina, famosa por suas esplanadas. A maioria dos edifícios que rodeiam a praça são hotéis azulejados, lojas e Cafés, inclusive a Confeitaria Nacional, uma das mais elegantes pastelarias da Europa que data de 1829. Particularmente não me senti confortável lá durante à noite, mas acho que foi só uma má impressão.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Praça e Estação do Rossio - É sem soma de dúvida a mais emblemática praça de Lisboa.

A Praça do Rossio é onde a maioria dos visitantes se dirigem quando chegam à cidade. Se perdeu em Lisboa? Procure pela Praça do Rossio. Como ela está localizada em uma zona central, serve de orientação para os mais desatentos. Na Praça, o Café Nicola sobressai dentre os vários existentes no local. O Teatro Nacional D. Maria II exibe peças todos os dias. Ao longo do teatro há um Café com aquecedores (para o inverno) e que possibilita uma vista fantástica da praça e seus frequentadores. A estátua de Dom Pedro IV (Dom Pedro I como primeiro imperador do Brasil) ergue-se no topo do seu pedestal. Muitos dizem que a estátua é na realidade do Imperador Maximiano do México que foi assassinado antes de a estátua ser entregue e, por isso, foi vendida por um valor muito baixo e exposta como sendo a estátua de Pedro IV. Mas isso é uma outra discussão que faz parte do folclore local.

A Estação do Rossio, outrora a mais importante de Lisboa, conserva todo esplendor daquela época. Atualmente na estação circulam trens (comboios) para Sintra e o serviço suburbano.

Lisboa

Lisboa

Lisboa

Lisboa

Rua Augusta - Esta rua grandiosa do século XVIII que começa no magnífico arco triunfal do Terreiro do Paço e vai até o Rossio, foi criada como a principal rua pedestre de compras de Lisboa. É uma rua com um belíssimo trabalho de calçada portuguesa e atrai numerosos vendedores ambulantes de flores e de castanhas e artistas de rua, tornando-a numa das mais coloridas partes da cidade. Junto à Rua Augusta você encontrará muitas sapatarias e joalherias em ruas com o nome sujestivo: Rua dos Sapateiros, Rua da Prata e Rua do Ouro.

A arquitetura Pombalina após o terremoto de 1755 permaneceu intacta. As ruas que cruzam com a Rua Augusta estão cheias de lojas interessantes e esplanadas de cafés e restaurantes que servem os muitos turistas que despontam há cada metro.

Experimente o marisco fresco e o bacalhau no Concha d'Ouro no número 238 ou tente virar na Rua da Conceição e depois continuar até o Largo da Madalena e visite a Sé Catedral românica e o Miradouro de Santa Luzia com o seu jardim de buganvílias e um das vistas mais deslumbrantes do Tejo.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Sé Catedral - A única catedral de Lisboa e a igreja mais antiga da cidade, construída no século XII, nos alicerces de uma mesquita, e foi originalmente desenhada seguindo uma arquitetura românica e terminada como uma capela gótica. Apesar da igreja principal ter sobrevivido ao terremoto de 1755, a capela-mor gótica e o panteão real foram destruídos. Recentemente foram feitas escavações no pátio central da Sé e foram encontrados vestígios romanos, árabes e medievais. Todos os anos em Junho a Sé torna-se o centro das atenções durante a Festa de Santo Antônio, quando são consumidas milhões de sardinhas.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Parque Eduardo VII - Localizado no extremo da Avenida da Liberdade, atrás da Praça Marquês de Pombal é o maior espaço verde da cidade de Lisboa. É um parque Anglo Português construído em homenagem ao Rei Edward VII. A vista maravilhosa da cidade faz com que este parque seja frequentado por lisboetas e turistas, possuindo ainda um pavilhão esportivo.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Praça Marquês de Pombal - Ao fundo do Parque Eduardo VII está localizada a Praça Marquês de Pombal ou Rotunda (como os lisboetas a chamam). É o principal cruzamento do sistema de metrô de Lisboa e um dos pontos mais agitados em termos de trânsito e de pedestres. Ao centro tem uma estátua de nove metros do Marquês de Pombal segurando-se num leão em cima de um pedestal de 34 metros comemorando a reconstrução de Lisboa após o terremoto de 1755. O pedestal tem representado cenas da reconstrução e até do próprio terremoto e do tsunami que o seguiu. Após o desastre, o Marquês respondeu a perguntas sobre o que é que iria ser feito com a famosa frase:” Enterramos os mortos e alimentamos os vivos”. Vale a visita.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Avenida da Liberdade - Se sua viagem é para comprar grifes famosas, este é o lugar em Lisboa!

Aqui nomes como Ermenegildo Zegna, Escada, Louis Vuitton, Emporio Armani, Trussardi, Burberry e Longchamp, estão por toda sua extensão. A construção da avenida terminou em 1882 e utilizou os Champs Elysées em Paris como modelo. Alguns dos edifícios originais foram substituídos por modernos escritórios e hotéis de vidro e aço, mas algumas das jóias arquitetônicas originais ainda permanecem, incluindo alguns quiosques art deco que servem de restaurante na parte central da avenida. Os seus passeios e rotundas estão decorados com muitas estátuas e monumentos. Originalmente o estrada de carruagens era rodeada por largos passeios de mosaico azul, palmeiras, fontes e lagos ornamentais com peixes dourados e cisnes. A avenida é arborizada com vários jardins floridos.

malaparadois - Dicas de VIagens & Lifestyle em um único site!

Bairro Alto - É um bairro residencial, de compras e entretenimento para os mais moderninhos de Lisboa e nele estão alguns dos restaurantes e bares mais animados da cidade. O bairro é conhecido pela diversidade e todos são bem-vindos. Além das músicas da atualidade mundial, o Fado também tem seu espaço. O problema dos bares e restaurantes que tocam Fado neste bairro é porque são destinados à turistas e costumam ser muito caros.

Quer ouvir um bom Fado? Vá para a Baixa. Ainda no Bairro Alto, aproveite o ambiente da Praça Luís de Camões, um largo na parte de baixo do antigo bairro que faz fronteira com o mais chique, Chiado. Depois suba as vielas do

Bairro repletas de bares e diminutas lojas de roupa alternativa. Entre os bares da moda existem muitas tascas tradicionais, como a Adega do Ribatejo.

 

Miradouro de São Pedro de Alcântara - O visitante terá a fantástica vista do Castelo de São Jorge, da Graça e da Igreja de São Vicente de Fora, um dos vários pontos altos da cidade construídos especificamente para que as pessoas pudessem beneficiar-se da sua vista panorâmica. No jardim superior podemos ver um painel em azulejo que mapeia os locais e monumentos de interesse visíveis do miradouro, além de ser uma grande ajuda para nos orientarmos. Do outro lado da rua poderá experimentar mais de 400 tipos de vinhos do Porto incluindo alguns vinhos raros reserva que datam até de 1837. A área vizinha no topo do Bairro Alto tem também maravilhosos cafés, restaurantes e diversão com muita gente caminhando. É um dos melhores pontos de Lisboa para um bate-papo descontraído.

 

Convento do Carmo - O convento do Carmo e as sua igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo do Rio de Janeiro foram fundados em 1389. Pertencente a ordem das Carmelitas, o convento e sua igreja teve grande parte destruídos no terremoto do ano de 1755 e mais de 5000 livros foram queimados em incêndios. O convento foi reconstruído várias vezes, por causa do terremoto, mas a igreja não. O que resta da igreja é visível da Praça do Rossio e tem uma distinta rosácea. Vale a pena visitar o pequeno museu dentro da antiga igreja que tem objetos pré-históricos assim como o túmulo decorado do Rei Dom Fernando I.

Lisboa

Lisboa

Bairro Alto malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Miradouro de São Pedro de Alcântara malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Convento do Carmo malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Zona do Castelo - Símbolo da História de Lisboa, o Castelo de São Jorge oferece ao mesmo tempo espetacular vista panorâmica sobre a cidade e o rio Tejo. Fontes indicam que a primeira fortificação nesta colina remonta aproximadamente ao ano de 48 a.C., tendo sido ampliada e reforçada pelos sucessivos povos que a habitaram, nomeadamente os Mouros por volta do século X. Após a Conquista Cristã em 1147, o castelo assumiu o estatuto de residência oficial da família real, mas o terremoto de 1755 danificou em grande parte a sua estrutura. Nos séculos seguintes, o castelo foi restaurado e declarado Monumento Nacional de Portugal em 1910.

 

No Castelo de São Jorge você poderá ver a exposição multimídia sobre a história de Lisboa. Um periscópio oferece vistas únicas sobre a capital a partir da Torre de Ulisses – uma das 11 torres ainda de pé. Outros destaques são a magnífica Sala Ogival, ruínas arqueológicas que remontam ao século VII e um museu instalado no antigo Paço Real da Alcáçova. Caso não seja de interesse a visita completa, o visitante poderá desfrutar apenas de um passeio pelos jardins e muralhas, apreciando as esplêndidas vistas sobre o centro histórico. Quando estivemos em Lisboa o castelo estava fechado para visitação devido a uma reforma, mas hoje já está funcionando normalmente. O Castelo de São Jorge localiza-se no Bairro do Alfama e está aberto diariamente das 9h às 18h (de Novembro a Fevereiro) e das 9h às 21h (de Março a Outubro).

 

Dica: Na visitação ao Castelo de São Jorge, almoce nos restaurantes próximos e aproveite a vista do alto, com a maravilhosa visão do Tejo ao fundo. Recomendo o Restaurante Farol de Santa Luzia.

Lisboa

Lisboa

Zona do Castelo malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Zona do Castelo malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Zona do Castelo malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Zona do Castelo malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Alfama - A história de Lisboa pode ser contada nos becos, vielas e miradouros do Alfama. Derivado do árabe Al-Hama que significa fonte ou nascente, este bairro contém uma grande influência árabe, em contraste com as disposições dos prédios do Chiado e da Baixa (padrão europeu). Construído sobre uma colina de pedra maciça, este bairro medieval é um dos que menos sofreu com o terremoto de 1755 e parece mesmo que o tempo voltou atrás. Passear pelas ruas do bairro é estar presente em séculos passados. Cheias de modestas mercearias e minúsculos restaurantes escondidos o bairro do Alfama é um charme! Os eléctricos 12 ou 28 levam você direto para lá. A pé pela Rua Madalena e Santo Antônio da Sé é possível caminhar lentamente e admirar a Sé Catedral, o Museu do Teatro Romano, Museu das Artes Decorativas, Museu Nacional do Azulejo e o Convento da Madre de Deus. Outro lugar fantástico para visitar no Alfama é a Feira da Ladra, às terças e sábados, há apenas 5 minutos a pé da Estação de Santa Apolónia, entre a Igreja de São Vicente de Fora e o Panteão Nacional. Uma tradição popular é que o nome da feira vem do feminino de ladrão mas é contestado pelos lisboetas mais estudiosos.

 

Graça - É o ponto de parada mais clássico do Eléctrico 28. O Largo da Graça e o Miradouro de Santa Graça com uma exuberante esplanada cheia de quiosques e uma visão de deixar o visitante de boca aberta torna a visita uma obrigação. A poucos metros de distância fica o Miradouro da Senhora do Monte, um dos melhores locais para casais românticos verem o pôr do sol. 

Lisboa

Lisboa

Alfama malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Alfama malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Alfama malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

LIsboa

LIsboa

Bairro da Graça malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Ponte 25 de Abril - A Ponte Abril é a 17ª maior ponte suspensa do mundo e liga Lisboa ao sul do Rio Tejo. Quando foi construída em 1966 a ponte era a 3ª maior de seu modelo com 2,277 metros e seis faixas de rodagem na plataforma superior e tendo hoje na plataforma inferior duas linhas ferroviárias em dois sentidos. Construída pela American Bridge Company e 11 companhias locais, o aço foi importado dos EUA e o projeto envolveu cerca de 3000 operários, foi concluído em menos de 4 anos. A Ponte chamava-se originalmente Ponte Salazar como o ditador António de Oliveira Salazar, mas foi renomeada 25 de Abril no dia seguinte a revolução de 1974. Hoje a ponte é gerida por uma concessão privada que cobra pedágio somente para quem entra em Lisboa, mas é grátis durante o mês de Agosto.

Belém - O Bairro de Belém dispensa apresentações graça a sua figura mais famosa: A Torre de Belém Sem nenhuma dúvida, a Torre é um dos símbolos mais conhecidos de Portugal e disputa com o Castelo de São Jorge, Terreiro do Paço, Jerónimos e Descobridores o título de monumento mais famoso e visitado de Lisboa. Datada do século XVI, foi construída para marcar a expedição de Vasco da Gama às Índias. Também era utilizada para a defesa de Lisboa na época dos descobrimentos.

Este forte do século XVI, na margem do Tejo, defendeu a capital e abrigou presos políticos; hoje é um dos marcos mais fotografados de Lisboa. Do lado de dentro, há um museu de armas e armaduras, e você pode escalar até o topo da torre para avistar o Estuário do Tejo.

Avenida de Brasília – Fone 213 620 034

Visitação:

Maio-Setembro, de Terça a Domingo, das 10h às 18h:30.

Outubro-Abril, de Terça a Domingo, das 10h às 17h.

Eléctrico 15 da Baixa, ônibus 29 e 43 de Belém.

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Primeiro avião a cruzar o Atlântico Patio da Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Torre de Belém malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Mosteiro dos Jerónimos - O mosteiro, classificado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, foi local da assinatura em 2007 do Tratado de Lisboa pelos chefes de estado da União Europeia, estabelecendo as bases para uma constituição europeia e para grandes reformas na União Europeia. Como já dito nos Clássicos de Lisboa, em um único dia (ou parte dele) o visitante pode conhecer os dois marcos da arquitetura lisboeta (Torre e Mosteiro). Patrimônios Mundiais, são duas joias do estilo gótico manuelino. É preciso um pouco de paciência para entrar no mosteiro pois a fila é grande, mas costuma andar rápido. A arquitetura surpreende pelo seu interior cavernoso, sustentado em grandes colunas decoradas com palmeiras colossais onde o nível de detalhe é tão impressionante que é possível ver as nervuras das folhagens. À frente do mosteiro, o Jardim da Praça do Império é um bom local para lazer e apreciação desta belíssima obra de arte.

Exemplo clássico da arquitetura manuelina, o mosteiro foi construído no local do Erimitério de Santa Maria e fundado pelo príncipe Henrique, o Navegador, em 1460. O mosteiro foi totalmente ornamentado por Dom Manuel no século seguinte para comemorar a descoberta da rota marítima para as Índias por Vasco da Gama, em 1498.

A fachada sul, observada do Estuário do Tejo, é sensacionalmente imponente.

Metrô: Estação Belém - Linha Cascais

Eléctrico: 15 da Baixa

Balsa: Trafaria

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Mosteiro dos Jerónimos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Monumento aos Descobrimentos (Descobridores) - O nome oficial é Padrão dos Descobrimentos. Este colossal monumento dos anos sessenta na margem do Rio Tejo celebra os heróis do período dourado das   descobertas do século XV e XVI. O Edifício pode ser visitado facilmente com uma bela caminhada após as visitas a Torre de Belém e ao Mosteiro dos Jerónimos. Possui um elevador para subir ao topo ou, se preferir, poderá subir de escada. O gigantesco friso mostra o Infante Dom Henrique olhando por cima da proa para o rio, seguido em ambos os lados por famosos descobridores como Vasco da Gama, Pedro Álvares Cabral e Fernão de Magalhães. A paisagem vista do topo do monumento, como o rio Tejo, a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos, é espetacular. Estando no topo, avista-se o mapa-mundo em mosaico de pedra e uma rosa dos ventos que foi oferecida pela África do Sul localizada no largo à frente do monumento.

 

O monumento está localizado na Avenida Brasil e aberto diariamente das 10h às 19h entre Maio e Setembro e das 10h às 18h entre Outubro e Abril. As segunda-feira não abre para visitação.

Lisboa

Lisboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

LIsboa

LIsboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

LIsboa

LIsboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lisboa

Lisboa

Padrão dos Descobrimentos malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Eléctrico de Lisboa 28

Eléctrico de Lisboa 28

Eléctrico de Lisboa 25

Eléctrico de Lisboa 25

Eléctrico de Lisboa - Pça Comercio

Eléctrico de Lisboa - Pça Comercio

Eléctrico de Lisboa

Eléctrico de Lisboa

Eléctrico de Lisboa 12

Eléctrico de Lisboa 12

Lisboa e seus encantos - Eléctricos

 

A capital lusitana tem muitos encantos entre eles são seus “Eléctricos” ou para nós brasileiros bondinhos.

 

Formada por cinco “carreiras” ou linhas tem um trajeto de 48 km. Possui 40 eléctricos “remodelados” ou reformados que mantem a tradição lisboeta.

 

A operadora é a Cia CARRIS que desde 1872 está em operação.

 

Talvez o mais famoso dos Eléctricos seja a Carreira 28, pois atravessa perfis sinuosos em zonas com prédios centenários. Mas para isso teremos que perguntar a um lisboeta para saber se é o mais famoso ou não.

 

As demais carreiras tem todo seu charme preservado também, principalmente o Carreira 12E Praça da Figueira (Circular).

O 12E te leva direto ao Castelo de São Jorge. Pelo 12E você ainda faz um belo tour pela Praça da Figueira, Rua dos Condes de Monsanto, Poço do Borratém, Largo Martim Moniz, Rua dos Cavaleiros, Largo do Terreirinho, Calçada de Santo André, Largo Rodrigues de Freitas, Rua de S. Tomé, Largo das Portas do Sol, Largo de Santa Luzia, Rua do Limoeiro, Rua Augusto Rosa, Sé, Rua de Santo António da Sé, Largo da Madalena, Rua da Conceição e Rua da Prata.

 

Lisboa encanta, apaixona e faz você não querer sair de lá!

Por que amamos Lisboa?

Porque Lisboa consegue surpreender a cada "esquina".

Panteão Nacional

Panteão Nacional

Museu Nacional do Azulejo.jpg

Museu Nacional do Azulejo.jpg

Museu Militar

Museu Militar

Museu do Oriente

Museu do Oriente

Museu do Fado

Museu do Fado

Museu de Arte Antiga

Museu de Arte Antiga

Arco da Rua Augusta

Arco da Rua Augusta

Pôr do Sol à Beira do Tejo

Pôr do Sol à Beira do Tejo

Chegando em Lisboa a primeira coisa a se fazer é explorar os arredores do local onde você estará hospedado. Na capital Lusa não existe localização ruim de hospedagem. O entorno de qualquer localidade em Lisboa é repleta de atrações culturais e gastronômicas. Certo que existem os melhores pontos para se hospedar, tais como a Baixa, o Bairro Alto, Rossio etc, mas Lisboa reserva uma emoção em cada pedacinho da cidade.

 

Se estiver chegando em Lisboa através de cruzeiros marítimos temos algumas dicas:

Há dois portos de cruzeiros em Lisboa. A Leste do centro da cidade está localizado o terminal de cruzeiros de Santa Apolónia, enquanto a oeste da capital portuguesa está localizado o terminal de Alcântara. Perto de cada um estão algumas das mais impressionantes atrações turísticas de Lisboa, muitas delas a uma curta distância dos portos. O Panteão Nacional-Igreja de Santa Engracia paira sobre Santa Apolónia nas proximidades do bairro de Alfama. É o monumento nacional mais próximo do terminal. 

Enquanto isso, o maravilhoso Museu Nacional do Azulejo está situado mais a leste e para se chegar o melhor transporte é por táxi ou transporte público. No entanto, praticamente em frente ao terminal estão dois excelentes museus: O Museu Militar e Museu do Fado. 

Se você estiver na cidade em uma terça-feira ou sábado, você poderá combinar um passeio turístico com uma visita à Feira da Ladra (Mercado dos Ladrões), o maior mercado de pulgas da cidade situado sob o Panteão Nacional. 

Situado no bairro de Alfama, está localizado o Museu Escola de Artes Decorativas. A vizinha Fundação José Saramago, espaço cultural que presta homenagem ao escritor Português célebre. 

Se você já atracou em Alcântara é apenas uma caminhada curta até o fabuloso Museu do Oriente, um museu dedicado à presença de Portugal na Ásia e no Extremo Oriente. Igualmente impressionante é o vizinho Museu Nacional de Artes Antiga, que abriga a coleção de arte nacional do país. 

O Arco da Rua Augusta está um pouco mais distante, mas a visita é obrigatória. Localizada em frente à Praça do Comercio, este arco monumental é uma joia em Lisboa. Da praça chega-se ao maravilhoso Tejo e se tiver um tempinho... aproveito o belíssimo pôr do sol à beira do rio! Na Praça do Comercio ainda podem ser adquiridos bilhetes nos vários “city tours” que te levam até a Torre de Belém, Mosteiro dos Jerónimos, Monumento aos Descobridores e a Fabrica dos famosos Pastéis de Belém, tudo em menos de 20 minutos, por tanto curta intensamente Lisboa.

Curtam a Fanpage do malaparadois no facebook!

"Às vezes o que falta para alguém viajar é uma boa dica e uma boa história"

 

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!