Lifestyle

Estilo de vida  & moda.

Lifestyle & fashion.

  • Wix Facebook page
  • Facebook-Icon.png
  • Wix Twitter page
  • Google+ Preto Redonda
  • Facebook Orange Gumdrop
  • YouTube App Icon
  • Instagram App Icon
  • Pinterest App Icon
  • Google+ App Icon
  • Vimeo App Icon
  • Flickr App Icon
  • Tumblr App Ícone
  • Catraca Livre.png
  • WhatsApp.jpg

Nesta seção

você é o visitante nº 

EM DESTAQUE

6 estações de esqui para aproveitar o melhor da temporada de neve no hemisfério norte!

Por Lucia Paes de Barros

Enquanto no hemisfério sul - e especialmente aqui no Brasil - estamos no auge do verão, as estações de esqui mais charmosas e famosas do hemisfério norte já estão cobertas de neve e repletas de atrativos para a alta temporada. E para os apaixonados por esportes de inverno, iniciantes ou não, já é hora de se programar e aproveitar o que há de melhor e mais exclusivo em termos de esqui e snowboard.

Pensando nisso, a Interpoint Viagens e Turismo, agência de viagens especializada em viagens de luxo e experiências de esportes de inverno, selecionou 6 estações de esqui imperdíveis na Europa e nos Estados Unidos.

Lech, Arlberg – Áustria

Lech - Arlberg – Áustria

No oeste da Áustria, na região de Arlberg, a simpática cidade de Lech surge como um dos melhores destinos para a prática de esqui no mundo. Com a vantagem de ser um dos picos mais nevados de toda a Europa, Lech oferece cerca de 340 quilômetros de pistas para todos os níveis de dificuldade e é o único lugar de toda a Áustria para a prática de Heli Ski – modalidade na qual permite acesso a pontos de neve virgem por meio de um helicóptero. Outra grande vantagem que o vilarejo dispõe é a proximidade dos chalés com as pistas, evitando longos deslocamentos por meio de teleféricos.

Snowmass, Aspen - USA

Snowmass, Aspen - USA.png

Em solo norte-americano, no estado do Colorado, situa-se um dos complexos de esqui mais balados do país. Com mais de 12 km² de pistas, declives, snowparks e halfpipes, o pico mais alto da montanha está a incríveis 3.813 metros e conta com o mais longo ski lift vertical dos Estados Unidos. A região também oferece uma grande variedade de condomínios e hotéis de alto padrão e reúne ruas com grifes internacionais, galerias de arte, cafés aconchegantes, bares, pubs e restaurantes e vida noturna pra lá de agitada.

Crans Montana, Suíça

Crans Montana, Suíça.png

Do outro lado dos Alpes, na Suíça, em um vasto planalto, está situado o complexo de Crans Montana. Composto da junção de duas estações de esqui, as quais formam o maior resort do país, o local agrada tanto os esquiadores principiantes quanto os mais experientes.

Mammoth, Califórnia – USA

Mammoth, Califórnia – USA.png

Mammoth Mountain é, inquestionavelmente, uma das melhores montanhas para esqui alpino do mundo. Com 3.500 acres de áreas esquiáveis e 3.369 metros de altura, a região recebe, em média, mais de 9 metros de neve anualmente e é muito procurada por todos os estilos de esquiadores. Escolha entre os grandes bumps ou os enormes bowls, caso tenha experiência. Para os iniciantes, há quilômetros de pistas demarcadas que rendem muita diversão. 

Courchevel, França

Courchevel,_França.png

No velho continente, há a icônica estação de Courchevel, uma das mais luxuosas e badaladas do mundo. Separada por vilarejos nomeados de acordo com a sua altitude, a região, que é a mais alta, faz parte do complexo Les 3 Vallés, que consiste na junção das três maiores estações do destino – Courchevel, Méribel e Val Thorens -, para tornar-se a maior área esquiável interligada do mundo.

Jackson Hole, Wyoming – USA

Jackson_Hole,_Wyoming_–_USA.png

Aproveite o espírito do Velho Oeste no ski resort Jackson Hole: música country, fachadas de madeira, natureza intocada, paisagens alucinantes. Para quem sabe esquiar, o lugar oferece uma mistura de terrenos verticais e intermediários para aperfeiçoar qualquer tipo de manobra de ski ou snowboard. A estação de ski também tem ótima infraestrutura para crianças e iniciantes. Destaque para passeios em trenós puxados por cachorros, excursões em cross-country para os vizinhos Parque Nacional de Yosemite e National Elk Refuge, com seus grandes paredões e a possibilidade de vista de alces e búfalos.

Informações sobre pacotes e destinos:
Interpoint Viagens e Turismo
Tel: +55 11 3087-9400

The Cotswolds...

Uma região de conto de fadas verdadeiramente britânica

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Cotswolds é um destino bem conhecido na Inglaterra, principalmente por seus vilarejos de pedras calcárias cor de mel, num cenário totalmente rural, com campos, fenos e ovelhas. A região compreende aproximadamente 160Km, do norte de Bath, até o sul de Stradtfor upon Avon.

 

Apenas duas horas de Londres, a região de Cotswold na Grã-Bretanha é um antídoto para a angústia urbana. As vilas parecem sair das páginas de livros de histórias, são uma mistura de calma rural e sabores contemporâneos entre pousadas e restaurantes.

Caminhar é um passatempo popular, com caminhos públicos a Cotswold Way adentra aldeias e vales. Cidades como Bibury, Broadway, Chipping Campden, Upper e Lower Slaughter e Burford oferecem retiros pacíficos, bem como exploração de destaques históricos.

Cotswolds Sunset
Cotswolds Sunset

Cotswolds
Cotswolds

Cotswolds
Cotswolds

Cotswolds Sunset
Cotswolds Sunset

1/3

A região de Cotswold da Grã-Bretanha é o sonho de um pintor de colinas verdes e aldeias bonitas. Observando uma cabana de telhado de palha faz você se perguntar se acabou de entrar nas páginas de um conto de fadas. Vagueando em Cotswolds, você verá que os moradores estão felizes em conversar.

Combinando o charme do país com sofisticação urbana, um fim de semana ou uma escapadela em Cotswold é como os londrinos recuperam o fôlego.

 

Algumas das cidades mais bonitas são: Painswick, Broadway, Bibury, Upper Slaughter and Lower Slaughter, Chipping Campden and Moreton-in-Marsh. Nomes estranhos, hein? Basta saber que "Slaughter" não tem conotação violenta - a palavra original significava "lamacento". Quanto a "Chipping", isso significava "mercado" nos dias em que Chipping Campden e Chipping Norton serviram a região como cidades de mercado movimentadas.

Cada vila de Cotswold, tem um pub britânico tradicional, um lugar onde as crianças e os cães também são bem-vindos. Aventure-se em uma cerveja em um destes pubs e você sempre alguém pronto para conversar. 

O abundante “pub grub” inclui peixe e batatas fritas ou tortas de carne. Mas alguns pubs oferecem menus “finessed”, elaborados por chefs, utilizando as especiarias locais produzem pratos criativos. 

Caminhar é o ritmo de Cotswolds, e passear pelas aldeias para explorar lojas certamente conta. Sapatos britânicos e bolsas são de alta qualidade e com preços bem acessíveis.  Lojas de lã, algodão e roupa de cama estão presente por toda parte. 

Cotswolds Sunset
Cotswolds Sunset

Pub
Pub

Stratford-upon-Avon
Stratford-upon-Avon

Cotswolds Sunset
Cotswolds Sunset

1/10

O ar suave da noite convida para um passeio noturno pela aldeia. É um bom momento para sentir o melhor lugar para um chá da tarde verdadeiramente britânico. A tradição do chá é uma ótima maneira de desacelerar e desfrutar da companhia um do outro.

 

Se você gosta de uma caminhada saudável, Cotswolds possui caminhos públicos em toda parte - basta perguntar a um morador local ou pegar um mapa em um centro turístico. Placas sinalizadoras irão mantê-lo na trilha que às vezes leva através de campos de fazendeiros ou pastagem de ovelhas. Você vai encontrar outros caminhantes, especialmente se você andar pela Cotswold Way, um caminho que se estende 160km de Stratford-upon-Avon para Bath. 

Caminhadas para a Broadway Tower da vila de Broadway é uma caminhada curta apesar da íngreme colina, possui grandes recompensas. Siga Cotswold Way da Broadway e suba para a Broadway Tower. A vista leva a uma colina verde de campos de fazenda e aldeias.

Em um dia chuvoso - e chuva é comum, visite uma das muitas casas senhoriais ou jardins. Hidcote Manor Gardens, criado por um horticultor americano, reflete o Movimento de Artes e Ofícios que começou no início do século XX, ou visite Blenheim Palace, casa de infância de Winston Churchill.

Gosta de história? Uma visita às ruínas romanas em Chedworth Roman Villa, pode ser uma boa ideia. O misterioso círculo de pedra monolítico é seu para tocar e contemplar, muito diferente do Stonehenge fortemente visitado.

Você pode pegar um trem de Londres para algumas cidades de Cotswold, mas se você quiser explorar - e há tanta coisa para descobrir - você vai precisar de um carro. Isso significa dirigir no lado esquerdo da estrada, um ajuste relativamente fácil ao seguir o córrego veicular nas auto-estradas. Mas uma vez que você chegar às ruas estreitas de duas faixas de Cotswolds e um caminhão grande passar por você, tome cuidado para não perder o retrovisor.

www.malaparadois.com - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Califórnia e seus encantos

Quando falamos da Califórnia nos Estados Unidos falamos de praia, sol, vida agitada, Holywood em Los Angeles, San Francisco, San Diego...

 

Mas a Califórnia tem muito mais.

 

Que tal conhecer a Califórnia de maneira inusitada. Vamos conhecer os “Lowriders”!!!

 

No sul da Califórnia nos anos 1950 e início dos anos 60, jovens “Chicanos” criaram um estilo de carro chamado "lowrider" que expressa o orgulho e lúdico da cultura americana-mexicana.

 

O pico da cultura lowrider veio na década de 1970 em Whittier Boulevard, em Los Angeles, uma rua larga comercial que cortou o bairro da cidade... 

Lugares inusitados para passar a lua de mel

Hawaii, Veneza e Bali... O que estes três lugares tem em comum?

São destinos de Lua de Mel comuns e que alguém que você conhece já foi.

Mas se em vez de lugares tradicionais você buscasse um lugar inusitado, bonito e que possivelmente ninguém que você conhece foi?

Apresentamos alguns dos mais belos lugares inusitados para se passar a lua de mel ou reforçar os laços amorosos dos casais.

Alpes Suíços

A melhor forma de conhecer a Suíça é como passageiro, sem automóvel, de trem. Das bucólicas cidadezinhas com animais na vizinhança dos trilhos aos picos nevados a mais de 3.000 m de altitude, todos os recantos do país europeu de 7,5 milhões de habitantes se deixam visitar por meio do transporte coletivo e ecológico, movido a eletricidade.

 

São cerca de 5.000 km de linhas de transporte ferroviário, com mais de 1.000 km de trajetos íngremes, na cordilheira dos Alpes e demais formações montanhosas.

 

Desta forma os casais podem aproveitar o clima romântico da viagem sem estresse e de forma glamorosa.

 

Para os casais, existem sete rotas especiais, as chamadas "rotas cênicas": Glacier Express, Bernina Express, GoldenPass Line, Guilherme Tell Express, Palm Express, Pre-Alpine Express e Regio Express Lötschberger.

 

Elas percorrem o país de norte (Romanshorn) a sul (Lugano) e de leste (Davos) a oeste (Montreaux), contemplando as múltiplas paisagens e culturas da Suíça.A rota mais procurada, segundo Andreas Nef, do Swiss Travel System, é a Glacier Express, que em oito horas leva os viajantes de Zermatt à badalada St. Moritz, passando por Davos, sede do Fórum Econômico Mundial. Os vagões têm janelas panorâmicas, com parte do teto envidraçado, o que permite a visão privilegiada das montanhas nevadas.

Glacier Express
Glacier Express

Romanshorn
Romanshorn

St Moritz
St Moritz

Glacier Express
Glacier Express

1/6

Um ponto de vista ainda mais espetacular, equivalente ao horizonte que enxerga o condutor do trem no vagão da frente, pode ser reservado com antecedência na rota que liga as cidades de Montreaux e Lucerna. Na cabine especial da GoldenPass Line se acomodam oito passageiros. Nos demais vagões, ainda que a vista seja apenas lateral, ela não é menos bonita.

 

Em cinco horas de viagem, vai-se do francês da "Riviera suíça", no sudoeste, em meio a palmeiras e vinhedos, ao idioma dos alemães no coração geográfico do país, que é Lucerna.

No miolo da rota está Interlaken, um dos principais destinos de lazer e aventura da Europa, cujo nome significa, literalmente, Entre Lagos: os gigantescos Thun e Brienz, circundados pela paisagem alpina de florestas de pinheiros, com a moldura, ao fundo, dos picos Eiger, Monch e Jungfrau.

Royal Street
Royal Street

New Orleans
New Orleans

New Orleans
New Orleans

Royal Street
Royal Street

1/5

Nova Orleans é a cidade de vários heróis culinários reconhecidos internacionalmente, que são encorajados por locais e pelos visitantes a experimentar coisas novas na cozinha e servir alguns dos pratos criativos mais singulares do mundo. Os pratos de assinatura franceses, cajun e "creole" são apenas o topo do menu. Não deixe de explorar as ofertas de outras culinárias, incluindo a latina, mediterrânea, asiática e italiana, que dão às preparações tradicionais com uma variedade incrível de especiarias, produtos e mariscos do Sul da Louisiana.

Nova Orleans

Imagine uma cidade onde as culturas caribenha, americana, francesa e africana se juntam em uma explosão brilhante de sabores, emoções e sons. A música está em todos os cantos, as pessoas vivem para comer e cada dia é uma festa. Bem-vindo a Nova Orleans nos Estados Unidos, a cidade natal do jazz e da culinária "creole", carvalhos espanhóis centenários e bondinhos.

É ou não é um belo lugar para uma lua de mel ou um romance?As opções de o que fazer em Nova Orleans – Louisiana começam no French Quarter, com o espírito do Velho Mundo, arquitetura variada e uma elegância antiga. Dirija-se a Jackson Square, um espaço para desfiles militares do século XVIII que hoje em dia reúne músicos de rua, rainhas do voodoo, videntes, artistas, historiadores e turistas. Em um mundo de atrações criadas pelo homem, o French Quarter é sem dúvida autêntico. Não é uma atração turística fabricada – são 120 quarteirões da cidade com a vida real. Ele tem mais prédios na lista do Registro Nacional de Lugares Históricos dos Estados Unidos do que qualquer outra cidade do país.

Nova Orleans, nos EUA, tem a melhor comida dos Estados Unidos. Não existe melhor lugar para se conectar com a cultura através da culinária no que na "Big Easy", como a cidade também é chamada.

Diamond Coast

A Costa da Dalmácia na Croácia é uma das experiências mais belas e glamorosas do leste do Mediterrâneo. A partir da divisão fascinante e Hvar, à Korčula e Dubrovnik, os visitantes encontrarão várias de belezas únicas e românticas. As aldeias medievais românticas e cidades costeiras de brilho intenso, fazem do litoral dálmata um lugar para curtir o amor e a paixão.Comece sua viagem de prazer pelo Mediterrâneo por Split. Esta cidade tradicional croata possui uma impressionante variedade de monumentos arqueológicos, históricos e culturais, incluindo a fascinante Palácio de Diocleciano e um centro de fascínio repleto de praças ensolaradas e cafés chiques que o torna um local ideal para passar a manhã. Passe a manhã desfrutando de uma das belas praias do porto antes de se dirigir para o sul de Hvar, conhecida como um dos mais brilhantes destinos no Mediterrâneo. Aproveite o dia e tarde de compras na pitoresca cidade.

Split
Split

Korčula
Korčula

Dubrovnik
Dubrovnik

Split
Split

1/5

Faça uma visita a uma das adegas locais ou desfrute de uma excelente experiência em um dos mais luxuosos hotéis da cidade. Com uma vida noturna vibrante, curta cada segundo desta deslumbrante cidade.

A sudeste de Hvar está a ilha paradisíaca e histórica de Korčula, rica em locais de interesse, incluindo a casa onde nasceu Marco Polo, o Palácio do Bispo com sua coleção de artistas italianos e croata da Renascença, e várias igrejas impressionantes. Visite as casas de danças tradicionais de Moreska, onde é o lugar perfeito para assistir a um show exclusivo desta arte croata. 

Chegue pela manhã no pequeno refúgio de Pomena no extremo oeste da ilha de Mljet. Esta pequena cidade agricultora e pesqueira é o lugar perfeito para passar um dia calmo e romântico. Explore o Parque Nacional ou simplesmente descanse na praia. Mais a leste de Mljet está localizado o “refúgio” de iates de Okuklje, situado em uma das enseadas protegidas da ilha e possui algumas das mais espetaculares tavernas de marisco tradicionais.

 

Voltando ao continente, Dubrovnik leva pelo menos um dia inteiro para realmente explorar. Histórica e atemporal, a cidade está cheia de cafés casuais, ruas estreitas e é o lugar perfeito para uma caminhada a dois. Um passeio a pé pela Cidade Velha é uma das opções românticas da cidade, com os seus jardins banhados pelo sol, boutiques e galerias modernas. O Stradum que corta a cidade velha é o melhor lugar para parar em um café chique ou em um elegante bar para uma bebida à noite e ver o mundo passar. Ou se preferir, passar algum tempo a bordo de um iate e traçar uma rota cênica a partir do Forte de St Lawrence, passando pelas magníficas falésias para a Baía de Zupa Dubrovacka é uma opção desejada pelos casais românticos.

Emerald Lake

Emerald Lake está localizado no Parque Nacional de Yoho , Columbia Britânica , Canadá.

 

É o maior dos 61 lagos e lagoas de Yoho, bem como uma das principais atrações turísticas do parque Emerald Lake Lodge, um pavilhão à beira do lago, oferece alojamento local. A 5,2 km de pista para caminhadas ao longo do lago. 

 

Durante os meses de verão, o aluguel de canoas estão disponíveis; no inverno, o lago é um destino popular de esqui cross country.

 

O lago é cercado por montanhas que dão um charme todo especial para os casais românticos e curtir uma bela tarde a dois durante o verão canadense à beira do lago é fantástico.

Emerald Lake
Emerald Lake

Emerald Lake
Emerald Lake

Emerald Lake
Emerald Lake

Emerald Lake
Emerald Lake

1/5
Ilha de Samoa
Ilha de Samoa

Ilha de Samoa
Ilha de Samoa

Ilha de Samoa
Ilha de Samoa

Ilha de Samoa
Ilha de Samoa

1/5

Ilha de Samoa

Com praias primitivas e temperaturas quentes o ano todo, a Ilha de Samoa é um paraíso à espera de ser descoberto. Localizada no sudoeste do Oceano Pacífico, na Polinésia, entre o Havaí e a Nova Zelândia, são uma coleção de florestas tropicais, linhas costeiras intocadas e sítios arqueológicos fabulosos.

 

Nessas ilhas paradisíacas, você pode visitar aldeias nativas, mergulhar com golfinhos ou maravilhar-se com mais de 800 espécies de peixes enquanto mergulha no parque nacional: a aventura depende de você.

 

O romance está no ar: A Ilha de Samoa possui várias enseadas para os casais curtirem um belo romance. Desfrute da natureza ao lado da pessoa amada e imagine-se no filme Lagoa Azul.

Missão Espanhola em El Camino
Missão Espanhola em El Camino

Historic El Camino
Historic El Camino

San Diego
San Diego

Missão Espanhola em El Camino
Missão Espanhola em El Camino

1/17

"El Camino Real"

E não estamos falando da famosa camionete da Chevrolet dos ano 70 utilizada em vários filmes de Hollywood! Estamos falando de uma das rotas mais famosas dos Estados Unidos e um deleite para quem gosta de pegar estradas em viagens.

 

El Camino Real (que significa o caminho real em castelhano) é o nome da rota histórica das missões espanholas na Califórnia construídas entre 1683 e 1834 de Sonoma (a norte de San Francisco) até San Diego (já muito perto da fronteira mexicana). 

 

A rota histórica liga a ponta da Baixa Califórnia Sul em San Bruno, a primeira missão estabelecida na Califórnia espanhola, até Sonoma, na Califórnia do Norte.

Segundo uma lenda, os monges missionários semeavam grãos de mostarda ao longo da rota de El Camino para a marcar com as flores amarelas da planta.

 

Entre San Diego e San José, a autoestrada U.S. Route 101 segue mais ou menos o traçado da rota histórica, e hoje até usa o nome de “El Camino Real” em muitos trechos. Várias outras rotas contemporâneas seguem mais ou menos o traçado histórico e usam também o nome El Camino Real, a rota estatal 82 que atravessa San Francisco, Milbrae, Burlingame, San Mateo, San Carlos, Redwood City, Menlo Park, Palo Alto, Mountain View, Sunnyvale e Santa Clara. Os californianos do norte tratam familiarmente esta rota por El Camino.

Em San Francisco, El Camino Real segue aproximadamente o traçado da Mission Street, que atravessa o quarteirão designado Mission, assim chamado em referência à missão São Francisco de Assis, mais conhecida como "Mission Dolores".

Na Califórnia, o traçado histórico do El Camino Real está marcado desde 1906 por sinos suspensos em postes colocados a intervalos mais ou menos regulares. Esta iniciativa tem sido mantida por várias associações, e pelo estado da Califórnia desde a década de 1950.

Início da aventura é na cidade de Sonoma, uma cidade localizada no estado americano da Califórnia, no condado de Sonoma (foi incorporada em 3 de setembro de 1883) e termina em San Diego também no mesmo estado americano.

 

"Às vezes o que falta para alguém viajar é uma boa dica e uma boa história"

 

www.malaparadois.com - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Halifax
Halifax

Nova Escócia
Nova Escócia

Cape Breton
Cape Breton

Halifax
Halifax

1/14

Nova Escócia, Canadá

A Nova Escócia localiza-se no leste canadense, à beira do Oceano Atlântico. Nenhuma região da Nova Escócia está localizada a mais do que 56 quilômetros do mar. A Nova Escócia caracteriza-se por possuir as maiores variações de maré do mundo – que podem chegar a até 10 metros em certos pontos.

 

A economia da província é baseada primariamente no turismo, na pesca e na prestação de serviços financeiros. Cerca de 80% do PIB vem do setor terciário – comércio e serviços.

A maior parte da população da Nova Escócia, 93,6%, são brancos, descendentes de europeus. O maior grupo étnico da província são os escoceses, seguido pelos ingleses, alemães, irlandeses, franceses e neerlandeses.

O visitante encontrará diversas culturas na Nova Escócia. Fortes heranças celtas e acadianas dão ao visitante a chance de conhecer tocadores de gaita, bateristas e violinistas. Aprofunde-se na história militar no Halifax Citadel National Historic ou conheça o Forte de Louisbourg National Historic. Nas imediações da província, o senso de humor ajuda: a cordialidade das pessoas é legendária, e algumas gostam de contar rápidas passagens ou até piadas. Faça uma pausa em uma das mais antigas cidades da América do Norte, Annapolis Royal. Conheça o cenário agitado de Halifax em uma cidade famosa por uma das mais apreciadas cervejas do Canadá. Lagostas e vieiras frescas, pescados direto do Atlântico e da Baía de Fundy, terra das mais altas ondas do mundo. Visite locais em que a tragédia do Titanic é revivida como um evento regional. Caminhe pelas trilhas litorâneas e aviste as baleias ao lado de fora. Crie suas próprias fotos com a arquitetura colorida das vilas litorâneas, como Lunenburg e Peggy’s Cove.

 

Esta é Nova Scotia, um parque costeiro com gaitas e frutos do mar.

Cusco Inti Rayme
Cusco Inti Rayme

Cusco Inti Rayme
Cusco Inti Rayme

Cusco Inti Rayme
Cusco Inti Rayme

Cusco Inti Rayme
Cusco Inti Rayme

1/5

Festas de Cusco - Peru

 

O festival Inti Raymi no Peru é uma festa do Deus Sol e Patchamama (Mãe Terra), os principais deuses da civilização Inca. Estes deuses eram considerados os criadores de tudo o que existe. 

 

Eles governam o destinos da humanidade e do universo! O festival inca de Inti Raymi é a celebração mais luxuosa, grande e colorida a ser realizado em Cusco e como foi originalmente dedicado a um governante Inca, consideram este um semideus para o seu povo. 

 

O sol era adorado e ofereciam-se sacrifícios para evitar que a que a viagem de seus filhos fossem com retorno garantido.

A curiosidade da comemoração se data pelas datas em que se comemora. Hoje o festival é realizado no dia 24 de junho, enquanto a autêntica celebração teve lugar no dia 21 de junho, um solstício de inverno no hemisfério sul. Foi transferida para dia 24 provavelmente para evitar que se fundisse com outras festas cristãs. 

Vá ao Inti Rayme e aproveite a celebração, mas também todo esplêndido da região do Vale Sagrado dos Incas e a jóia rara que é Machu Picchu.

Conheça a programação aqui.

Índia - Amritsar
Índia - Amritsar

Índia - Nova Delhi
Índia - Nova Delhi

Índia - Landakh
Índia - Landakh

Índia - Amritsar
Índia - Amritsar

1/6

Uma experiência pelo norte da Índia

 

O norte da Índia é um destino maravilhoso para aventureiros interessados ​​em explorar a espiritualidade desta região fascinante.

 

Comece por Delhi, capital da Índia, antes de voar até Leh, cidade mais importante da região de Ladakh. Aninhada num vale do rio Indus e rodeada por picos cobertos de neve do Himalaia, Leh tem um “ar” distinto que nos transporta de volta no tempo. Um grande ponto de comércio onde caravanas vem das terras distantes de Yarkand, Kashgar, Tibete, Kashmir e norte da Índia. Hoje, Leh é um centro de cultura Tibete-budista e só foi aberta aos viajantes em 1974.

           

Enquanto explora a região, têm vários locais para visitar: as aldeias são fabulosas e aprender sobre seu modo de vida e dedicação à sua religião faz crescer em nós ocidentais uma tranquilidade fora do comum.

 

Destaques da viagem

  • Visite os Pontos Turisticos de Delhi

  • Explore Leh no distrito de Ladakh

  • Visite os Mosteiros de Shey, Thikse e Hermes

  • Vá até Khardung La Passe

  • Explore o Vale do Nubra

  • Viaje para Dharamsala, local dos exilados tibetanos

  • Visite os mosteiros Dalai Lama

  • Visite o Templo Dourado em Amritsar

 

Informações importantes

  • Comece na cidade de Delhi

  • Termine na cidade de Delhi

  • Um roteiro bem preparado pode incluir caminhadas individuais de 2 horas, que podem ter encostas suaves a médias. Andando por vilas ou cidades prepare-se para andar 1 ou mais horas. Sítios arqueológicos durante 2-3 horas. O aventureiro deverá ser capaz de subir 3-4 lances de escadas e caminhar pelo menos 3 quilômetros sem nenhum problema.

  • O aventureiro passará boa parte de seu tempo acima de 9.000 pés de altura, além de enfrentar algumas estradas poeirentas, ásperas e longas.

           

A viagem pode ser muito melhor com amigos

Uma bela viagem é sempre marcada por momentos, fotos e muita diversão. Em nossas viagens sempre tentamos juntar tudo isso com mais uma em especial: Amigos

Temos enorme orgulho de dizer que nossas viagens não seriam completas se não conquistássemos amigos.

Não só ficamos apaixonados por determinadas regiões que visitamos, como levaremos para sempre em nossas vidas os amigos que fazemos.

 

Uma conquista que vale muito mais que dinheiro, ultrapassa fronteiras, idiomas, culturas, oceanos... Amizade é para vida inteira!

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Dicas para conquistar amigos em viagens

1 – Seja natural, honesto, sincero e respeite sempre as pessoas.

2 - Mantenha o sorriso no rosto, mesmo que para desconhecidos. O sorriso é o mais importante cartão de visita. Saber sorrir e ser simpático com pessoas desconhecidas pode ser o gancho necessário para o início de uma conversa e, posteriormente, amizade. Após iniciar uma conversa, aproveite para puxar mais assunto, investindo em perguntas sobre a cidade, região etc.

3 - Por que não convidar para uma volta? Se a pessoa que você conheceu durante a viagem for legal, por que não chamá-la para explorar o local junto com você? Isso é uma boa atitude independente de qualquer interesse a mais. Muitas vezes, fazer amizades e conhecer o local acompanhado pode deixar a viagem ainda mais animada e divertida. 

4 – Curta as atrações mais importantes da região, a probabilidade de conhecer pessoas é muito maior.

5 – Não julgue as pessoas por aparências e “status social”. Seja sempre atencioso com todos, mantendo o respeito não importando a aparência e “status social”, desta forma uma amizade verdadeira poderá surgir para vida inteira.

 

Agradecimentos especiais aos maravilhosos amigos que conquistamos e sempre estarão conosco:

Gabriel Matos, Gil Rodrigues e Cátia Rodrigues.

Rioja e Ribera del Duero

Aproveite sua ida para Madrid para conhecer as belas regiões vinicultoras da Espanha!

Localizadas no norte da Espanha, as principais regiões vinícolas de Rioja e Ribera del Duero são conhecidas mundialmente por suas tradições da produção de vinhos tintos de milhares de anos, incluindo o popular, Tempranillo. A região de Rioja, localizada ao longo do rio Ebro, é o lar de cerca de 600 vinícolas de todos os tamanhos. Mais a sudoeste, encontra-se a Ribera del Duero, região adjacente, que segue o seu caminho ao longo do rio Duero, chamado de rio Douro em Portugal e possui mais de 200 vinícolas.

Com um clima mediterrânico, as áreas de Rioja e Ribera del Duero são locais ideais para os visitantes que desejam parar e saborear um belo vinho. O caminho pelo sinuoso Duero pode ser muito prazeroso com paisagens pitorescas do norte da Espanha. Ao longo deste percurso, os viajantes podem provar vinhos e visitar várias vinícolas.

Com sua estadia garantida em Madrid está na hora de alugar um carro e seguir em direção a Rioja e Ribera del Duero.

 

De Madrid até a famosa Bodegas Beronia em Rioja o visitante irá passar por inúmeras vinícolas. O caminho pode ser longo, cerca de 340 km, para isso o viajante terá que dispor de tempo. No trajeto as vinícolas da Ribeira del Duero chamarão atenção.

Ribera del Duero é uma região produtora qualitativamente importante, situada num planalto ao norte de Madrid, em Castilla-Leon, disputando hoje a hegemonia dos vinhos tintos espanhóis com a região da Rioja. O título de DO - Denominación de Origen veio apenas em 1982, mas as Bodegas Vega-Sicilia, na margem oeste, tem produzido um dos melhores vinhos espanhóis desde o último século. Por cem anos ou mais a Vega-Sicilia permaneceu sozinha entre os campos de cultura de açúcar de beterraba, nas margens do Duero. O potencial da região foi reconhecido por Alejandro Fernandez, que teve papel destacado no considerável desenvolvimento alcançado durante a década de 1980, produzindo vinhos ao estilo internacional, de cor profunda, com grande concentração de frutas maduras e taninos, diferentes dos vinhos da Rioja. Com o sucesso de seu vinho Pesquera, Alejandro estimulou outros produtores da região, que anteriormente vendiam suas uvas para cooperativas, a vinificar e vender seus próprios vinhos, dando origem a uma nova e promissora região produtora de vinhos finos.

 

Já a região mais famosa, Rioja, entre as cidades de Haro, a oeste, Logroño, no centro e Altaro, a leste, e Vitoria, a capital do País Basco, divide-se nas seguintes sub-regiões:

Rioja Alta, a oeste, entre Haro a Logroño; Rioja Alavesa, pequena sub-região ao norte da anterior; Rioja Baja, a leste, entre Logroño e Altaro. 

Rioja

Rioja

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Madrid - Bodegas Beronia

Madrid - Bodegas Beronia

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Ribera del Duero

Ribera del Duero

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Ribera del Duero

Ribera del Duero

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Rioja

Rioja

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Rioja

Rioja

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Rioja

Rioja

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Hotel Marques de Riscal

Hotel Marques de Riscal

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Marques de Riscal

Marques de Riscal

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Marqués de Murrieta

Marqués de Murrieta

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Marqués de Arienzo

Marqués de Arienzo

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Bodegas Beronia

Bodegas Beronia

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Bodegas Beronia

Bodegas Beronia

Malaparadois - Dicas de Viagens & Lifetyle em um único site!

Rioja foi a primeira região vinícola a projetar os vinhos espanhóis no mercado mundial e possui a maior produção do país, produzindo cerca de trezentos e cinquenta milhões de quilos de uvas e quase duzentos milhões de litros de vinho! Foi também a primeira região a adotar as tipificações Crianza, Reserva e Gran Reserva, hoje adotadas na maioria das regiões.

Recentemente passou a ter a denominação mais diferenciada D.O. Calificada, para a qual todos os vinhos devem ser engarrafados no distrito de Rioja.

Produz essencialmente tintos de qualidade, encorpados e leves (Claretes) e pequenas quantidades de brancos e roses. Alguns tintos envelhecidos (Crianza, Reserva e Gran Reserva), particularmente os Marqueses (Marqués de Riscal, Marqués de Arienzo, Marqués de Murrieta, etc) são muito conhecidos e, juntamente com outros vinhos da Rioja pertencem à elite dos vinhos espanhóis.

O visitante não precisa ser amante de vinho para visitar estas duas lindas regiões espanholas, o passeio vale cada quilômetro na estrada.

Drinks famosos

Você é daqueles que quando viaja quer experimentar os prazeres gastronômicos do lugar onde está visitando? E os drinks de cada lugar, como é preparado, sua origem e tudo mais?

Alguns drinks são tão famosos que sequer precisam de apresentação, mas a verdade é que, na maioria das vezes, a origem de tais bebidas não é tão conhecida por seus apreciadores. E como tudo é muito melhor no seu lugar de origem, listamos alguns destinos de viagens e suas respectivas especialidades no quesito Drinks.

MÉXICO: MARGARITA

MÉXICO: MARGARITA

A Margarita é um cocktail à base de tequila que tem sua origem no município exatamente com esse nome, “Tequila”, que fica próximo a Guadalajara, no México. É lá que se encontram as melhores destilarias da bebida no país. Partindo do pressuposto que tudo na origem é melhor... É em Tequila que se deve experimentar a Margarita. Na receita da Margarita também vão suco de limão, sal e licor de laranja. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

CUBA: MOJITO

CUBA: MOJITO

O Mojito é uma bebida mexicana? Errado! A maioria das pessoas pensam que esta deliciosa combinação de rum branco, açúcar, hortelã, limão e club soda é originária do México mas não é. Sua origem é Cubana, nasceu nas terras de Fidel e espalhou-se pelo mundo. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

ESTADOS UNIDOS: COSMOPOLITAN

ESTADOS UNIDOS: COSMOPOLITAN

Há controvérsias sobre a origem da bebida: diferentes histórias apontam que ele poderia ter surgido em São Francisco ou em Manhattan, no final dos anos 80. Entretanto, as primeiras menções ao Cosmopolitan como conhecemos hoje com Cointreau, suco de limão, suco de cramberrie e vodka, fazem ligações da bebida com a cidade de Nova York no início dos anos 90. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

CARIBE: PIÑA COLADA

CARIBE: PIÑA COLADA

Impossível não associar a bebida à base de abacaxi, rum e leite de coco às praias caribenhas! O drink hecho en Puerto Rico é totalmente tropical e não pode deixar de ser experimentado caso viaje por lá. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

FRANÇA: BLOODY MARY

FRANÇA: BLOODY MARY

Esse também tem a origem controversa. Há quem diga que foi criado nos Estados Unidos, mas algumas histórias apontam sua criação para Paris, França. Não só de bons vinhos e espumante vive a França, o Bloody Mary feito à base de suco de tomate, vodca, suco de limão, sal, molho inglês, tabasco e pimenta, a bebida avermelhada foi batizada em homenagem à rainha da Inglaterra Mary I, conhecida por seu reinado sangrento. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

ITÁLIA: BELLINI

ITÁLIA: BELLINI

A bebida à base de champanhe e suco de pêssego tem sua origem na Itália, mais especificamente em Veneza. Foi batizado em homenagem ao pintor Giovanni Bellini, pois a cor alaranjada do drink lembrava seu criador, Giuseppe Cipriani, de uma das obras do artista. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

BRASIL: CAIPIRINHA

BRASIL: CAIPIRINHA

Há muitas histórias sobre sua origem, mas é de consenso de que a caipirinha foi inventada no interior do estado de São Paulo. Criada inicialmente para combater a gripe espanhola ela tinha uma composição à base de limão, alho e mel e um pouquinho de álcool. A adição de cachaça ao invés do álcool só veio algum tempo depois juntamente com o açúcar e o gelo para espantar o calor. O alho e mel também foram retirados. Malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

malaparadois.com - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Escapadas de final de semana

Que viajar faz bem todo mundo sabe, mas se o tempo é curto e não dá pra fazer àquela viagem dos sonhos?

Fatores como falta de tempo, alta da taxa cambial, trabalho duro... fazem a gente viajar menos, porém pequenos trajetos podem “desafogar” você do estresse do dia-a-dia.

 

Pense em dar uma “escapadinha” nos finais de semana e esquecer um pouco da vida tumultuada que todos nós vivemos.

 

Sempre há algo interessante para fazermos nos finais de semana, sem termos que gastar muito para viajar.

Montanha, campo, praia... não importa. O importante mesmo é você se desligar um pouco e curtir, seja com a família, amigos ou sozinho.

 

Procure ao redor da sua cidade e você verá atrações que no dia-a-dia passa desapercebido.

malaparadois.com - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

O primeiro passo para aproveitar o final de semana de bem com a vida é esquecer os problemas da semana. Deixe a sua discussão com o chefe no escritório, as dívidas financeiras no banco ou a taxa cambial de lado. O importante é fazer uma faxina na mente, se livrar de tudo que não foi positivo nesses dias e ter a certeza de que terá um fim de semana de paz.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lifestyle Lisboa

 

O lisboeta gosta de tudo perto de sua residência. Lisboa é o espelho da transformação que Portugal sofreu nos últimos 25 anos: tal como o País, Lisboa renovou-se, modernizou-se e é hoje uma cidade atrativa, considerada uma das 50 melhores cidades do mundo em termos de qualidade de vida.

Lifestyle Roma

 

Roma “A Cidade Eterna”, foi fundada em 753 a.C., uma história milenar e fantástica! Ela não é chamada assim de cidade eterna à toa. Roma soube manter a altivez do império por mais de dois milênios e entrou no século XXI encantando os viajantes do mesmo modo como no tempo em que todos os caminhos levavam a ela.

Lifestyle Rio de Janeiro

 

Rio de Janeiro... A cidade mais famosa do Brasil, conhecida pelas belas praias e pelos famosos pontos turístico Cristo Redentor e Pão de Açucar, também é famosa pelos milhares de bares espalhados em cada ponto da cidade, pelas mulheres exuberantes com corpos esculturais moldurados em academias e pelo samba...

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Lifestyle Veneza

 

Veneza como qualquer cidade turística tem atrativos para todos os gostos. Boates, restaurantes, bares, festas... Muita agitação para quem procura.

O maravilhoso Hard Rock Café Venice é o melhor que já estive!

Lifestyle ALGARVE

 

Falar do Algarve é falar de praias de areias douradas e mar verde-esmeralda. Mas o Algarve possui um estilo bem peculiar. Durante a temporada turística a região possui um estilo, mas durante a baixa temporada e no restante do ano possui em estilo de vida totalmente diferente.

Lifestyle ANDALUZIA

O andaluz mundo intrigante, misteriosamente carrega em suas costas um passado cultural pré-cristã. O "estilo de vida” da Andaluzia é um estilo de viver feliz e confiante.

Organização da Viagem

 

Chegou a tão sonhadas férias ou aquele recesso esperado...

Como organizar sua viagem e sua mala?

 

malaparadois traz algumas dicas que podem ser uteis para vocês.

Rent a Car - Aluguel

 

Quando se pensa em aluguel de carros, muitos viajantes acham que será muito difícil e caro. Pois bem, é bem mais simples do que se pensa e muito mais barato do que se imagina. É claro que se deve tomar algumas precauções.

A Charmosa Buenos Aires

 

Bairros arborizados, boêmios ou sofisticados... Buenos Aires é uma cidade multicultural, que encanta com os monumentos históricos do centro ou com as casas de madeira do Caminito, rua tradicional do bairro da Boca. Planejando viagem para a capital Argentina? Veja nossas dicas na Seção "CIDADES", "DICAS" e no Grupo Malaparadois. La Boca, é o bairro mais famoso de Buenos Aires, reúne duas grandes paixões argentinas: tango e futebol.

Suas ruas são verdadeiras milongas a céu aberto e ali fica o estádio do clube mais popular do país, o Boca Juniors.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!
malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Morar Bem

O sonho de muitos pode ser realizado por poucos... Morar bem com toda a certeza é um desejo de várias pessoas (quase unanimidade). Mas morar bem pode ser caro, muito caro, correto? Resposta: Errado!

Você não precisa morar em um “palácio” para morar bem, pois morar bem vai além da moradia em si.

Uma cidade no mundo destaca-se pela satisfação dos seus moradores e índice quase nulo de violência urbana, só isso bastaria para ser o lugar ideal para se morar. Mas como em todo lugar o que faz você ser feliz é um conjunto de “coisas” e “necessidades” atendidas e não somente índices.

Reykjavik – Índice de homicídio na capital da Islândia é menor do que 1% ou seja, 0,8 de violência urbana por 100 mil habitantes em 16 anos (Fonte: UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes)

Por tanto, morar bem é viver em harmonia. Morar? Residir? Sentir? Podemos juntar ao nosso lar: conforto, paz, alegria, amor, harmonia, união, segurança, espaço e gostar do que conquistamos e não reclamar do que não possuímos. 
Morar bem, é quando você chega em casa e sente prazer em entrar nela... Sente o astral bom, abençoado e leve. Onde você consegue relaxar, brincar e não ter vizinhos que incomodem. 
Morar bem é ser feliz também!

Mas podemos juntar o útil ao agradável? Sim, se for possível sempre!

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Primavera na Grécia

Se a Grécia já é um destino surpreendente e encantador, repleto de atrativos naturais e culturais, imagine tudo isso em meio ao colorido da Primavera (Anoixi, em grego)! A diversidade de flores nas estradas, campos, jardins e varandas das casas, propiciam cenários agradáveis durante os passeios. A Primavera ocorre entre os meses de Março até Maio, com temperaturas amenas entre 15 e 25°C, com tendências de chuvas rápidas e tempo nublado, principalmente em Março. Mas o bom é que pode acontecer de um dia amanhecer chuvoso e no próximo, o céu ficar azul, extremamente convidativo para atividades ao ar livre. Sabendo que provavelmente não aproveitará os banhos de mar, pois até o mês de Junho a água ainda estará gelada, a boa notícia é que as opções de passeios nas cidades e ilhas já estão em pleno funcionamento e você desfrutará desses lugares de uma forma mais econômica e sem o enorme fluxo de turistas, pois é baixa estação. Estando aqui no dia 25 de Março, início da Primavera, presenciará duas grandes comemorações: o aniversário da Revolução Grega, celebrado com desfiles tradicionais e o feriado da Anunciação do Anjo à Virgem Maria.

É no mês de Abril que normalmente se festeja a Páscoa Ortoxoda, em algumas vezes com uma semana de diferença da Católica. Esse evento que é bastante comemorado, inclusive mais do que o Natal, será uma experiência única para você. Ovos pintados de vermelho, velas decoradas, fogos de artifícios, cardápio exclusivo e muita religiosidade são características desse período. O feriado que inicia na Sexta-feira Santa perdura até a Segunda-Feira da outra semana, conhecida como Segunda-Feira de Páscoa. Nos vilarejos e ilhas as festividades são mais intensas, podendo ter até tiros para o alto. Na ilha de Kerkyra (Corfu) costumam arremessar grandes vasos pela janela, enquanto na ilha de Chios a queima de fogos de artifício, demora minutos. O prato mais consumido no Domingo de Páscoa é a carne de cordeiro, assada em grandes espetos e em formato giratório. Você não pode deixar de degustar essa iguaria. No primeiro dia de Maio é tradição sair para se reunir com amigos e familiares, além de colher flores no campo para fazer pequenas coroas para colocarem na porta da casa. Na segunda quinzena do mês as temperaturas ficam mais elevadas e há quem se arrisque nos banhos gelados ou mesmo frequente a praia apenas para relaxar. Se você tiver um pouco de sorte poderá aproveitar os últimos dias de Maio e começo de Junho com temperaturas semelhantes aos dias de Verão, por preços de Primavera. Desejo que tenha lhe motivado a passar dias da Primavera no país berço da civilização ocidental.

Abraços, Amanda Fontenele

 

Amanda Fontenele, Administradora do site "A Grécia do seu jeito..." é colunista do malaparadois e trará informações, dicas, fotos e muita história todos os meses sobre este país milenar e maravilhoso que é a Grécia.

 

www.agreciadoseujeito.com

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Europa ou Estados Unidos? Como escolher?

Mais uma vez respondemos: É relativo! Isso depende do que você quer. São destinos completamente diferentes. Nós brasileiros temos uma ideia devido a TV do que o “lifestyle” europeu e o “american dreams” são, mas posso afirmar que vamos nos surpreender a cada viagem e que nunca conseguiremos ver o que as séries de TV nos mostram. Tanto norte americanos como europeus possuem problemas que a TV não nos contam na integra e pensamos que a vida é sempre uma festa nestes dois “locais”, mas a verdade é bem diferente.

O norte americano tem um ritmo totalmente diferente do europeu na sua maioria e mesmo os europeus são diferentes entre si, varia de cidade para cidade.

Então como escolher entre um e outro numa viagem?

 

Podemos ajudar, mas isso não é regra, é nossa opinião.

 

1º - Se você busca história – Escolha a Europa! Não que a América não tenha história para nos mostrar, mas na Europa você “pisará” nela literalmente, sem a necessidade de entrar em museus e bibliotecas, por exemplo.

2º - Se você busca agitação e badalação – Escolha os Estados Unidos! Cidades como New York e Los Angeles, por exemplo, nunca dormem e tem vida agitadíssima todos os dias.

3º - Se você busca fazer comprinhas – Escolha o “american dreams”. Cidades como Miami são verdadeiros “oásis” das compras.

4º - Se você busca romance e estilo – Escolha o “velho mundo”! nada mais romântico do que um jantar em Paris ou Veneza certo?

5º - Se você busca praias paradisíacas sem ter que viajar 24 horas – Escolha a Europa! Praias como as do Algarve, Grécia, Croácia, Sicília, Sardenha, Malta e Montenegro estão entre as mais lindas do mundo.

Travel Tatoos
Travel Tatoos

Travel Tatoos
Travel Tatoos

Travel Tatoos
Travel Tatoos

Travel Tatoos
Travel Tatoos

1/6

Tatuagens de Viagens - Quando a paixão por viajar ultrapassa a fronteira do passaporte

Todos sabemos os benefícios que uma viagem pode trazer na vida de alguém, mas quando a paixão ultrapassa a fronteira do passaporte e invade nossos corpos é algo admirado e criticado por muitos.

Se viajar é seu lema, que tal uma tatuagem para marcar seu “espírito” viajante?

Pois é, é bem mais comum do que imaginamos. Muitos viajantes “marcam” seu corpo como um “tributo” a liberdade e lembrança de suas viagens.

Carnaval - Rio de Janeiro
Carnaval - Rio de Janeiro

Oktoberfest - Alemanha
Oktoberfest - Alemanha

Festival de Pamplona - Espanha
Festival de Pamplona - Espanha

Carnaval - Rio de Janeiro
Carnaval - Rio de Janeiro

1/5

5 FESTAS PELO MUNDO PARA "INCREMENTAR" SUA VIAGEM

1 - Carnaval no Rio de janeiro

São 6 dias (não oficiais) de folia! O carnaval carioca talvez seja o maior espetáculo da terra como diz o samba. Para os amantes de diversão desenfreada, o carnaval traz tudo que um bom festeiro quer: música, dança, cor, luz e muita gente nas ruas.

 

Se você deseja conhecer o carnaval do Rio de Janeiro, programe-se! Os hotéis ficam lotados, as tarifas sobem e dificilmente você conseguirá um ingresso na “passarela do samba” para ver os desfiles das escolas de samba com facilidade.

 

2 – Oktoberfest na Alemanha

Vestir-se com a roupas tradicionais alemã e ir para Munique no final de setembro de cada ano para 16 dias de consumo de cerveja em copos enormes! Sente-se em mesas compridas em tendas gigantes, algumas para até 8.000 pessoas e cante junto com a banda que estiver tocando. Devore todos os tipos de guloseimas e comemore muito, este é o lema da festa alemã.

 

3 – Tomorrowland, Bélgica

O maior festival de música eletrônica do mundo atrai mais de 180 mil pessoas que dançam no acampamento e enlouquecem por mais de uma semana cada ano no final de julho. Tomorrowland também já marcou presença no Brasil em 2015.

 

4 – Festa da Lua Cheia, Tailândia

Mais de 20.000 pessoas vão para Koh Pangngan na baía de Tailândia mensalmente comemorar a lua cheia. Uma enorme festa na praia, onde todo mundo cobre-se com tinta neon, consome Milhões de litros de bebidas e dançam a noite toda.

5 – Festival de Pamplona, Espanha

O enorme festival espanhol saúda a tradição pelas ruas da cidade de Pamplona. A festa chega ao auge com os touros soltos no meio das ruas (um pouco perigoso para nossos padrões).  Envolva-se na multidão “caliente” que envolve rua em festa, beba grandes quantidades de vinho e sangria sendo perseguido pela rua por touros selvagens e sintam toda emoção da aventura nesta festa secular.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Como lidar com as compras nas viagens

Para muitos comprar é uma obsessão e nas viagens internacionais então... É coisa séria!

 

O que fazer para não ultrapassar o limite permitido nas viagens? A resposta é bem simples: Quase nada.

 

O limite imposto pela Aduana brasileira é bem curto, apenas $500 por passageiros e o que ultrapassar este valor permitido pode e deverá ser taxado pela aduana.

Mas não existe “jeitinho?” Bem, o brasileiro se acostumou a dar “jeitinho” para tudo e nesse ponto nós não poderemos ajudar.

O que podemos aconselhar é comprar somente o que definitivamente é necessário e dentro da cota ou comprar e declarar para a Receita Federal o item adquirido, mas antes de fazer isto, consulte e veja se a carga tributária que será aplicada na “declaração de bagagem desacompanhada” compensará o valor do produto que certamente você encontrará aqui em terra brasilis.

Mas posso trazer produtos sem declarar e acima da cota arriscando o “se der certo deu”?

Pode! Você até pode e, truques como “arrancar” a etiqueta da roupa, “usar a filmadora”, “colocar o relógio no pulso...” isso tudo é jeitinho e não aconselhamos.

Pessoal o que realmente podemos dizer para acalentar seu desejo insano de comprar no exterior é: Compre com moderação e cautela. Deixe este “desejo” aqui no Brasil e curta mais sua viagem!

Comboio Intercidades Lisboa-Covilhã
Comboio Intercidades Lisboa-Covilhã

Aveiro
Aveiro

Albufeira
Albufeira

Comboio Intercidades Lisboa-Covilhã
Comboio Intercidades Lisboa-Covilhã

1/6

Uma Viagem para Europa custa muito?

Essa é uma das perguntas que mais recebemos em nossos e-mails. A resposta pode ser: “Varia muito do que você quer”. Explicamos muito bem isso no nosso GUIA - O QUE IMPEDE AS PESSOAS DE VIAJAREM?

Mas como estamos falando especificamente da Europa e o Guia é para qualquer viagem, vamos ao tema.

A Europa é sonho de consumo de 7 entre 10 pessoas que buscam viagem ao exterior. Mas destes 30% somente 15% pesquisam e planejam sua viagem ao “velho mundo”. A Europa pode ser mais “barata” do que viajar ao nordeste brasileiro vocês sabiam? Sim! Você pode ter uma diferença de 40% entre seus gastos numa viagem ao nordeste brasileiro e uma viagem para Lisboa por exemplo.

O primeiro passo de qualquer viagem é o planejamento que consiste em uma série de pequenos detalhes que devem ser observados pelo turista/viajante (nosso Guia também entra nos detalhes).

Opte sempre pelo que fará você feliz. Às vezes os custo podem ser até mais do que esperávamos, mas realizar seu sonho não vale a pena? Para essa pergunta cada um deverá avaliar suas necessidades e possibilidades, pois gastar muito além do previsto e programado pode gerar complicações futuras.

Então como baratear minha viagem para Europa?

Um outro método que empregamos em nossas viagens para Europa é colocar no mesmo plano de viagem mais de um destino sem “inflar” demais a sua viagem. Com isso você pode reduzir muito suas despesas com passagens aéreas. Mas como assim? Nosso Guia também explica o passo-a-passo, mas vamos resumir: Você já viu no site das companhias aéreas a função “múltiplos destinos”? Ele serve para que você num mesmo plano de voo escolha entre duas ou mais cidades na mesma compra e só isso já reduziria o custo com sua passagem.

Outro fato que pode tornar sua viagem muito mais “em conta” para Europa é reservar com bastante antecedência sua hospedagem. E você sabia que para um período superior a 10 dias a melhor opção seria alugar uma casa ou apartamento? Pois é, sites como Air N&B trazem opções confiáveis e baratas de aluguel de casas e apartamentos pelo mundo. Hostel também é uma opção.

Na verdade, uma viagem para Europa tem que ser bem programada, pois o “velho mundo” tem tanta coisa para nos mostrar que chega ser um sacrilégio nos privarmos de certas coisas e às vezes vale a pena gastar um pouquinho mais.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

APP’s de viagem? É uma obrigação?

 

Tudo que pode ser uma “ajuda” para o viajante pode e deve ser considerado mas não é uma obrigação. É bem verdade que a tecnologia auxilia e muito nossas vidas nas viagens.

 

Alguém já se perdeu nos dias de hoje em uma cidade no exterior? Provavelmente não, porque temos no mínimo um celular com GPS.

 

E os App’s? Estes podem ser muito uteis, mas posso dizer que nada substitui o prazer de descobrir por conta própria “aquele barzinho” escondido na Via Emilia com Ludovisi em Roma, por exemplo.

 

Na nossa opinião o planejamento de viagem é o principal fundamento para que sua viagem aconteça com o nenhum ou mínimo possível de problemas mas reservar um tempinho para que você mesmo possa descobrir as coisa e viver seus próprios “sabores” não tem comparação.

Europeus não são frios
Europeus não são frios

Europeus não são frios
Europeus não são frios

Europeus não são frios
Europeus não são frios

Europeus não são frios
Europeus não são frios

1/5

É verdade que o povo europeu é “frio”?

Parece brincadeira, mas muitas pessoas pensão isso mesmo dos europeus. Não é que eles não possuam sentimentos ou não gostam de recebe turistas, muito pelo contrário. O que acontece é que o europeu de modo geral é mais reservado que nós latinos, mais precisamente nós brasileiros.

Vamos aos exemplos:

Italianos gostam tanto de festa como nós! Gostam de “happy hours” e de bater papo em cada esquina.

Ingleses gostam de se reunir e bater papo todos os dias em pubs e não importa que você seja britânico, russo, americano ou brasileiro, o importante para eles é a diversão após o expediente.

Alemães adoram futebol e curtem um bom bate papo à mesa de um bar.

Portugueses são anfitriões nato! Acho que aprendemos bem com eles. Recebem a gente em suas casas sem a menor cerimônia, mas para isso você deve mostrar que é confiável.

A verdade é que os europeus por serem mais reservados, dificilmente irá mostras “as canjicas” (dentes em gíria carioca) para qualquer um como fazemos aqui no Rio de Janeiro. São educados em sua maioria, jamais desrespeitará seu “espaço”, mas para eles você deverá mostrar que é “confiável” primeiro.

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

1/4

Você conhece a “febre do viajante”?

Se você nunca saiu de “casa” para se aventurar em uma viagem pode-se considerar imunizado pela “febre do viajante”. Agora se você é daqueles que dorme e acorda pensando em viagem... já está contaminado!

Essa “febre” atinge 10 entre 10 pessoas que experimentam a sensação de viajar. Uma vez na “estrada” você nunca mais quer parar. Não importa quantas cidades e países você já tenha conhecido, nunca será o suficiente.

 

- A “febre do viajante” é algo que sentimos de dentro para fora. Uma vontade incontrolável de viajar o tempo inteiro. É uma loucura e ainda bem que não tem cura. Diz nosso CEO Edi Marques

Turista ou Viajante?
Turista ou Viajante?

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Turista ou Viajante?
Turista ou Viajante?

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Turista ou Viajante?
Turista ou Viajante?

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Turista ou Viajante?
Turista ou Viajante?

malaparadois - Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

1/7

Você sabe a diferença entre viajante e turista?

No mundo das “viagens” existe uma diferenciação entre essas duas “categorias”.

 

Para muitos turista é aquela pessoa que visita os lugares sem fazer um planejamento do que vai conhecer, dos locais onde vai estar hospedado, de qual transporte irá utilizar para visitar os pontos de interesse, das atividades que estarão ocorrendo naquele momento no lugar escolhido...

 

Resumindo, turista geralmente são os que deixam as coisas acontecerem sem planejamento numa viagem. Acreditam que o simples fato de viajar e “conhecer” um lugar novo já basta e é o que importa. Com isso o turista em muitos dos casos deixa de visitar locais que só com planejamento é possível, perde os melhores horários das atrações, adquire ingressos sem desconto e paga a mais por um determinado local.

 

E o viajante? Para muitos essa designação é daquela pessoa que busca os melhores lugares para visitar nas épocas certas do ano, os melhores restaurantes com as melhores especialidades gastronômicas, planeja o roteiro de toda a viagem, programa paradas em pontos estratégicos com transporte dirigido, reserva com antecedência os melhores locais para se hospedar pagando menos, reserva ingressos para eventos e pontos de interesse com antecedência evitando filas e perda de tempo...

 

Por tanto essa diferenciação entre turista e viajante é questão de entendimento. Vários artigos na internet estão disponíveis esclarecendo a diferença entre um e outro, mas se podemos dar nossa “contribuição” acreditamos que todos nós temos um pouquinho de cada um, mas que é muito mais vantajoso planejar sua viagem isso ninguém contesta em termos de tranquilidade e financeiro.

 

E vocês? São turistas ou viajantes? Ou um pouquinho de cada um?

 

“Às vezes o que falta para alguém viajar é uma boa dica e uma boa história”

www.malaparadois.com – Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Você tem um plano B para sua viagem se algo acontecer de errado?

malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Sucessos e insucessos em viagens são dois lados da mesma moeda, isto é fato. Mas como tornar os insucessos cada vez menores e como lidar com eles caso isso aconteça?

 

Nos preparamos por dias, semanas, as vezes até meses planejando aquela viagem para que tudo transcorra bem... mas de repente, eis que lá no destino você se encontra com alguma situação não planejada e o pior: Nem imaginava a possibilidade disso acontecer.

 

Já aconteceu conosco, ocorreu com pessoas que conhecemos e com certeza pode acontecer com qualquer um.

 

Esses imprevistos acontecem e nada melhor que estar preparado para qualquer inconveniente que possa acontecer, não falo de coisas pequenas, falo de um ticket emitido de forma errada que pode gerar uma multa altíssima, falo de um hotel que não recebeu a reserva que você fez por um site, da perda de um bem, enfim, podem acontecer muitas situações que a gente nem imagina, mas chegando lá precisamos ter um plano B e saber lidar com a situação.

Como assim um plano B?

É bom ter sempre um plano B para colocar em ação se for preciso. Evidentemente que esse plano irá variar de acordo com a necessidade, mas dominar qualquer que seja a situação requer prática e comunicação.

malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Preciso falar todos os idiomas dos países onde viajarei? 

 

A resposta é NÃO. Mas o inglês se torna uma ferramenta imprescindível e que muita gente tem ignorado em seus projetos de viagem.

 

As pessoas saem de casa sem preparo algum, sem um inglês básico, sem conseguir se comunicar em absoluto, lidando com mímicas, às vezes tentando forçar um português para que o interlocutor se vire e lhe ajude de alguma forma. As vezes funciona, mas um dia pode não funcionar. Se você não sabe sequer perguntar onde fica o hotel em inglês, tente pelo menos ter o espanhol como opção. Muitos países da Europa e cidades norte americanas entendem bem o espanhol.

 

Vocês devem estar pensando: “Que mala esse Edi!” Mas a verdade é essa minha gente. Inglês é fundamental. Você pode até se virar em países latinos ou algumas cidades espalhadas pelo mundo, mas tente por exemplo fazer um simples nativo em Tokyo entender português!

Já passei por alguns perrengues em viagens e o que me salvou foi em primeiro lugar o inglês (que nem é tão bom assim, mas para isso temos a Flávia), o espanhol e o “jeitinho brasileiro” (odeio usar isso, mas as vezes é preciso).

Lidar com algo inesperado?

Você precisa estar preparado para isso, o básico do básico é conseguir se expressar minimamente em inglês, depois claro, ter o dom do argumento, conhecimento das regras e assim levar a conversa para um nível de solução, não de penalização. Sem contar com outros inconvenientes que também exigem um plano B:

 

·         Se chover?

·         Atrações fechadas por reformas

·         Comercio fechado

·         Perder horas em filas

·         Serviços funcionando parcialmente em razão climática (neve forte, por exemplo).

·         Excesso de bagagem na volta ao seu país

·         Problemas com a locação de veículos

·         Ficar doente ou passar mal durante a viagem

·         Sofrer furtos e roubos (mesmo na Europa isso acontece)

·         Horários para refeições

·         Reservas fantasmas

A lista é interminável de situações que podem prejudicar sua viagem, por isso temos que ter sempre um plano B.

malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Já passamos por situações muito chatas em nossas viagens. Cito algumas:

·         Esquecimento de bagagem em hotel – Resolvido.

Plano B: O hotel já tinha guardado a bagagem esquecida em cofre até que pudéssemos busca-la, mas mesmo assim tive que ligar para o hotel e verificar se realmente estava tudo lá. O plano B foi escolher bem o hotel e não só pelos valores.

 

·         Reserva fantasma/cancelada sem aviso prévio – Resolvido.

Plano B: Faça sua reserva com sites e empresas confiáveis sempre! Tivemos em Florença uma reserva quase “fantasma” que foi cancelada sem aviso prévio. Fomos informados quando estávamos em Roma que o hotel tinha cancelado as reservas e estava direcionando os hospedes para outro hotel, longe de tudo e de pior qualidade. Nossa agente cuidou de tudo e nos colocou em um hotel ainda melhor.

 

·         Excesso de bagagem no retorno – Resolvido.

Plano B: O jeitinho brasileiro foi fundamental (não me orgulho disso).

 

·         Locação de veículo – Resolvido

Plano B: Tivemos ano passo (julho/14) problemas com a HERTZ. Nossa fatura veio com cobrança duplicada e depois de 2 meses conseguimos resolver junto à Hertz na Europa. Imaginem o caos! Ligações internacionais, e-mails etc. O plano B foi ligar para o nosso banco e solicitar o cancelamento por falta de reconhecimento dos gastos o que forçou a Hertz reconhecer o erro, pois a “briga” passou do Edi Marques para a Visa.

malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Se tiver problemas com autoridades estrangeiras?

 

 

Se for na imigração – Manter a calma é imprescindível sempre. Seja assertivo nas suas respostas, tenha os documentos sempre em mãos e corretos. Plano B: Não importa o idioma do local que você está ingressando, mas se for qualquer coisa diferente de português, mantenha a calma e use seu inglês ou o idioma do país, se você souber é claro. Se não souber o idioma aí o inglês se torna sua “moeda” de troca. Nunca tivemos problemas com imigração de nenhum país visitado por nós, mas já ouvimos cada história de tirar o folego.

 

 

Se for com a Polícia – Nem é preciso dizer para manter a calma não é? Pois bem, as polícias europeias costumam ser muito educadas, mas dependendo da situação são bem ríspidas. Plano B: Procure olhar nos olhos do agente, diga a ele que você não tem nada com a situação (se tiver... tenha em mãos ou na sua memória o telefone da embaixada e consulado, você irá precisar). Procure não gesticular muito, seja coerente nas respostas.

Tive um problema recentemente com a polícia de Faro (GNR), onde na saída do aeroporto fui parado com a seguinte pergunta: “What’s in Portugal?” Primeiramente respondi calmamente em português, afinal estávamos em Portugal e disse que estava a turismo.

Não foi preciso mostrar nenhuma documentação ou explicar mais, pois a Flávia entrou na conversa mostrando seu passaporte português e afirmando que era minha esposa.

 

 

Se for com fiscalização em trens/ônibus/metrô – Calma, muita calma. A maioria dos fiscais, atendentes e prestadores de serviços estão preparados para auxiliá-lo. Eles vivem o turismo, por tanto estão preparados para as mais diversas situações. Mas havendo problema, haja com calma e seja assertivo. Nada de gírias que só você e seus conterrâneos entendem e muito menos use a “brasilidade”, nestes casos eles odeiam. Plano B: Busque entender o que eles querem. Seja direto, vá ao assunto sem rodeios. 

malaparadois | Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Para algumas situações inesperadas o plano B pode ser feito no momento, mas tenha sempre em mente que o planejamento da sua viagem é fundamental para evitar muitos dos problemas.

 

Ressalto que o inglês é fundamental nas viagens ao exterior e nem sempre ter dinheiro irá resolver as coisas, o diálogo é a melhor solução sempre!

Viajar é maravilhoso isso é bom para você, te faz mais culto, te dá novas alegrias, novas realizações, faz você crescer. Você não precisa falar inglês para sair do Brasil, mas saiba que a falta dele poderá colocar você em vários apuros, perdendo consideravelmente sua experiência de viagem. Na Europa com o inglês você estará em casa em qualquer país (nem todos é verdade, mas deixem os franceses de lado), não precisa estudar o idioma de cada país, com o básico do inglês você vai poder aproveitar sua viagem, superar os inconvenientes, pedir melhores informações e realmente entender o que está vendo, afinal, a maioria das placas que explica monumentos e pontos turísticos tem versão neste idioma.

 

Você vai presenciar na Europa que o mais simples dos serviços oferecidos, o profissional ali fala inglês. Você vai ver que esse não é um diferencial, é um conhecimento básico.

Lembro-me que estava em Roterdam (lá no início da década de 2000), sem inglês fluente e que o atendente do fast food percebendo que eu era “latino” me perguntou em inglês: “How can I help you”. Percebi naquele momento que o inglês é o Plano B das viagens, pois mesmo uma frase simples proferida pelo atendente não foi compreendida por mim.

 

Tudo bem, não é “todo mundo que fala inglês na Europa”, mas boa parte das pessoas sim. É natural que aprender inglês seja um passo básico num continente onde as oportunidades são muito mais globais. Você sendo “europeu” provavelmente passará alguma temporada fora, justamente pela possibilidade de viver “legal” em qualquer um dos países membros da União Europeia.

Você vai conseguir viajar sem falar inglês? 

Sim, vai! Mas sua experiência será imensamente reduzida, terá muita dificuldade para superar imprevistos e sim, vai passar vergonha em muitas ocasiões.

 

A minha conclusão é que se você tem o inglês como um segundo idioma o mundo se “abre” mais facilmente. O plano B sempre é o diálogo e com o inglês fica mais fácil!

 

Para nós do malaparadois viajar é uma das melhores coisas da vida e não queremos desanimar vocês com essa “história de outro idioma” para viajar, mas o problema é que as pessoas se esquecem que em outros países se falam outros idiomas, que espanhol não é português, que portunhol não existe, que o italiano não é parecido com português, que o francês não é português e mesmo o português de Portugal não é nosso português, e que o inglês não é só o “what's your name” que aprendemos no ensino fundamental.

 

Dê sua opinião, interaja com o malaparadois!

 

 

“Às vezes o que falta para alguém viajar é uma boa dica e uma boa história”

 

www.malaparadois.com – Dicas de Viagens & Lifestyle em um único site!

Membros desta Seção