Buenos Aires

Buenos Aires

Dúvidas, críticas e sugestões

Questions, comments and suggestions

malaparadois@gmail.com

Casa Rosada
Casa Rosada

Puerto Madero
Puerto Madero

Puerto Madero
Puerto Madero

Casa Rosada
Casa Rosada

1/19

Buenos Aires

Argentina

 

Já estive em Buenos Aires algumas vezes e posso afirmar: - A capital Portenha é muito legal! Mas não espere uma capital europeia, mesmo eles achando que são! Aos amigos portenhos... Não fiquem chateados ok? Como disse gosto de B.A.

 

Quando ir:

 

B.A. pode ser visitada o ano todo. Uma das vantagens é o grande número de vôos do Brasil para a capital portenha. Apesar da proximidade e facilidade de se chegar a Buenos Aires, os "hermanos" possuem cultura, gostos e são bem diferentes de nós brasileiros. Para os que pretendem passar um final de semana em Buenos Aires, já compensa.

 

Os preços das passagens aéreas, com devida programação e antecedência, é muito mais barato de que para algumas cidades turísticas do Brasil (consulte: Sbhtour Tel: + 55 31 3291.4771 / + 55 31 9910.5646 - Skype: thalita.ribeiro29 - Msn / email: thalitammrp@gmail.com).

 

Na primavera B.A. fica espetacular! Mas é muito quente no verão. O inverno costuma ser bem rigoroso, mas nem tanto quanto a Europa e America do Norte, além de ter muita chuva.

 

Já no outono as cores são uma atração a parte! As folhas das arvores ficam entre o vermelho e o laranja dando um colorido nos parques dignos de uma pintura.

 

A temperatura em média é de 22º de novembro à março e de 11º de junho à setembro, mas pode ter picos em dezembro à fevereiro que chegam a 38º fácil.

Devolução do IVA:

 

Após fazer as compras, você poderá recuperar a importância paga de Imposto ao Valor Adicionado, se adquiriu produtos nacionais (argentinos) por quantias superiores a $ 70 (por nota fiscal), nos comércios aderidos ao sistema "Global Refund" situados nos seguintes lugares:

 

  • Aeroporto “Jorge Newbery” (Buenos Aires), nas cabines telefônicas da Telecom.

  • Aeroporto Internacional de Ezeiza “Ministro Pistarini”, no Terminal A, 1º andar.

  • Aeroporto Internacional de Ezeiza “Ministro Pistarini”, no Terminal B, Térreo.

  • Aeroporto “Jorge Newbery" (Buenos Aires), nas cabines telefônicas da Telecom.

Como chegar:

 

No Brasil nem todos os aeroportos possuem vôos diretos, mas todos (que operam com a modalidade internacional) chegam a Buenos Aires, o que se deve escolher é como, quando e quantidade de escalas. Primordialmente o aeroporto de destino em B.A. é o aeroporto internacional de Ezeiza “Ministro Pistarini”, que fica uns 38 Km da cidade de Buenos Aires.

 

Permanência:

 

Não é obrigatório o uso do passaporte, mas se você tiver é a melhor escolha. Seu RG original, se estiver renovado a menos de 10 anos também é válido. Os brasileiros podem ficar na Argentina na condição de turista por um prazo de até 90 dias, podendo renovar por igual período junto à Dirección Nacional de Migraciones – www.migraciones.gov.ar.

Palermo

Excesso de Bagagem:

 

Não conseguiu resistir e comprou demais? Foi com uma mala e voltou com cinco!? Fique atento aos limites de peso para embarcar. A variação é de acordo com a cia. aérea, tipo da aeronave e a classe do bilhete. A multa por excesso de bagagem é facilmente aplicada nestes casos (consulte a sua cia).

 

Moeda:

 

A moeda oficial argentina é o “peso”. Há notas bancárias de 2, 5, 10, 20, 50 e 100 pesos e moedas de 1 peso e de 1, 5, 10, 25 e 50 centavos.

 

Emergências Médicas:

 

Em caso de emergência médica, telefone para o número 107, Serviço de Emergência da Cidade de Buenos Aires, que pode enviar uma ambulância ao seu hotel e dispõe de hospitais públicos que atendem gratuitamente, em casos de emergência. Confira a lista . Mas tenha seu seguro de viagem sempre à mão e em casos de remoção para o Brasil necessitará dele.

Tango:

 

Não é preciso ir nas grandes casas de shows (tipo Señor Tango) para ver o verdadeiro tango argentino. Pelas ruas você pode dar-se o prazer de acompanhar casais encenando a dança típica sem ter que gastar quase nada, basta dar uns poucos "trocados" aos dançarinos ou ir à restaurantes que ficam no entorno do micro-centro e apreciar além de uma bela refeição um showzinho de tango. Tem sempre pessoas distribuindo anúncios de jantar com shows, escolha o que mais lhe agradar.

 

Horários comerciais:

 

Salvo as exceções, os Bancos e casas de câmbio funcionam de 2ª à 6ª feira de 10 às 15 hs. Escritórios comerciais, geralmente funcionam das 9 às 12 hs e das 14 às 19 hs. Lojas e centros de negócios, funcionam geralmente das 9 às 20hs e aos sábados das 9 às 13hs. Cafés, casas de chá, bares e pizzarias estão quase sempre abertos até às 2hs da manhã. Nos restaurantes o almoço costuma ser servido a partir das 12:30 hs e o jantar a partir das 20:30 hs.

Buenos Aires de Carro:

 

Os brasileiros com veículos particulares deverão apresentar, além do documento de identidade válido (carteira de identidade emitida por Secretaria de Segurança Pública ou passaporte válido), comprovante de propriedade do veículo, a Carteira Nacional de Habilitação brasileira – ou, se for a outros destinos, a Carteira Internacional de Habilitação, além de seguro internacional para o Mercosul ("carta verde").

 

O veículo será temporariamente autorizado a ingressar na Argentina, com prazo de até 90 dias, e estará sujeito a multas e apreensão se não retornar dentro do prazo de aplicação da admissão temporária.

Caso esteja conduzindo veículo que não esteja em seu nome, deverá apresentar autorização do proprietário, legalizada junto ao Ministério das Relações Exteriores brasileiro - veja a página http://www.abe.mre.gov.br/antes/legalizacao-de-documentos.

(fonte http://www.conbrasil.org.ar/CONSBRASIL/preguntas_frec.asp)

Carlos Gardel

Viagem com Crianças:

 

Em viagens internacionais, menores de 18 anos desacompanhados, necessitam de autorização dos pais, e caso um deles esteja ausente e, será necessário autorização judicial. Se um dos pais do menor for falecido, o atestado de óbito substitui a autorização. Em todos os casos, é obrigatória a apresentação de carteira de identidade (ou passaporte) e certidão de nascimento para as as rodoviárias.

 

Compras:

 

Temos no grupo malaparadois (https://www.facebook.com/groups/malaparadois/files/) várias postagem sobre compras em Buenos Aires, então vamos a um pequeno resumo. B.A. não é mais a barbada de outros tempos. Simples assim.

 

Mas o câmbio permanece favorável – apesar da desvalorizada dos últimos tempos, os vinhos, artigos de couro e as grifes continuam por ali. Se os preços não estão convidativos como antes, aproveite do jeito que dá.

 

Ainda é possível, sim, fazer compras e encher as sacolas em Buenos Aires.

 

OS OUTLETS:

 

Os outlets da Avenida Córdoba (entre a Calle Lavalleja e a Avenida Juan B. Justo) são tiro certo para garimpar descontos, mas vale ficar atento. Os pontos manjados pegam os desavisados: as araras costumam esconder artigos com pequenos defeitos, sujos e até de origem duvidosa (certifique-se de que a camiseta não está descosturada e que os zíperes da bolsa abrem e fecham normalmente antes de passar no caixa, ok?).

 

Os preços não pareceram tão legais? É bem possível que você encontre um pacote de meias Nike pelo mesmo valor na loja do shopping. Gaste onde for mais conveniente.

Senor Tango

Onde ir:

 

Avenidas Córdoba (entre a Calle Lavalleja e a Avenida Juan B. Justo, no Centro), Francisco de Aguirre e Gurruchaga (em Villa Crespo).

Se o tempo for curto, escolha entre o Abasto (Av. Corrientes, 3247, Abasto), Dot Baires (mais afastado, fica em Saavedra, a 30 minutos de táxi do Centro de Buenos Aires) ou o Unicenter (também mais longinho, em San Isidro).

 

Eles têm mais lojas e praças de alimentação amplas.

 

Recomendo ficar no Centro, pela Calle Florida, onde você terá acesso à todos os bairros, praças, Puerto Madero... Podendo fazer tudo à pé!

Recomendações de Segurança:

 

Como sempre todos os sites de viagens recomendam que não se ande com o passaporte e/ou RG originais e que só utilize cópias no dia-a-dia. Eu particularmente recomendo que você mantenha seu passaporte e/ou RG sempre junto a você!

 

Mesmo com toda segurança dos cofres dos hotéis... Eu prefiro que eles estejam comigo. A escolha é sua! Mas se escolher fazer como eu faço, guarde-os nos bolsos da frente e de preferência da calça, pois os casacos podem ser esquecidos. mas é sempre prudente deixar reservada uma cópia, pois ela poderá ser útil, em caso de furto dos originais, para retornar ao Brasil e tiverem necessidade de emissão de Autorização de Retorno ao Brasil (ARB).

 

ATENÇÃO: Você está numa metrópole, portanto não deixe seus pertences, principalmente as bolsas, à disposição! Principalmente quando estiver passeando na Calle Florida, apreciando as lojas, os shoppings...

 

ATENÇÃO: Nas Escadas rolantes também é prudente tomar cuidado com os bolsos e bolsas.

 

ATENÇÃO: Em restaurantes e bares, não pendure casacos e bolsas na cadeira nem deixe-os sobre a mesa.

 

ATENÇÃO: Ao pegar um taxi OBSERVE o cartão de identificação do motorista na parte traseira do assento. Dentro do táxi, não contar dinheiro nem exibir objetos de valor. Pagar o taxi preferencialmente com notas de pequeno valor e nunca deixe o taxista pensar que você está perdido, eles irão abusar.

 

Cambio $: Não trocar dinheiro na rua, mas apenas em bancos ou casas de câmbio.

 

Evitar transitar em ruas ou praças desertas à noite; depois de 22h, evitar tomar táxis na rua, preferindo radio taxis ou remises no hotel.

 

Não carregue grandes somas em dinheiro e não os guarde em um só bolso ou lugar. Cuidado com os "pulguistas", batedores de carteira que geralmente vem com aquele papo de querer te ajudar de alguma forma e quando você percebe está rodeado por três, quatro ou cinco deles e sem a carteira.

Consulado Geral do Brasil:

 

Consulado Geral do Brasil em Buenos Aires: +54 4515 6500Em caso de furto, roubo ou perda de documentos, o brasileiro deve seguir o procedimento seguinte:

 

1. Comparecer à delegacia de polícia mais próxima do local onde o documento foi roubado ou extraviado para fazer a denúncia por roubo ou extravio;

 

2. Em caso de necessitar de documento para voltar ao Brasil, poderá ser concedida Autorização de Retorno ao Brasil-ARB, que é gratuita.

 

Nesse caso, se não for possível esperar pelo horário de atendimento normal, entrar em contato com o plantão do Consulado-Geral (15 4199-9668). Apresentar ao agente consular a denúncia policial, e comprovante da nacionalidade brasileira.

 

Em Buenos Aires você pode ficar na região do centro que fica mais fácil acesso a tudo.

 

Quando se vai a primeira vez é o que indico, pois tem outros bairros legais para ficar mas são mais indicados quando já se conhece. Você se desloca muito mais fácil para tudo.

 

Outra sugestão:

 

Evite se hospedar fora do micro centro, mas se o fizer escolha pelos bairros de Palermo, Puerto Madero, Recoleta. Bairros como La Boca, é um pouco perigoso, mas se gosta de aventuras... Vá em frente.