ALBÂNIA

A Capital Tirana

Planejar uma viagem para Tirana

O preço estimado de uma passagem aérea para um viajante ida-volta (Lufthansa) é de R$ 5.600,00 e com 7 noites em hotel três estrela é de R$ 805,00.

 

Pontos Turísticos

O Museu Histórico Nacional 

É o maior museu do país. Foi aberto em 28 outubro 1981 e possui 27.000m², sendo 18.000m² disponíveis para exposições. Acima da entrada principal, um grande mosaico mural intitulado “Os albaneses” que retrata a antiga e a moderna história da Albânia. 

É composto pelos pavilhões: Pavilhão da Idade Média, Pavilhão da Renascença, Pavilhão da Independência, Pavilhão da Iconografia, Pavilhão da Guerra Antifascista de Libertação Nacional, Pavilhão do Terror Comunista e Pavilhão da Madre Teresa.

 

A mesquita Et'hem Bey

É uma mesquita do século XVIII localizada no centro da capital albanesa. Fechado sob o regime comunista, a mesquita reabriu como uma casa de culto em 1991, sem permissão das autoridades. 10.000 pessoas participaram e a polícia não interferiu. Afrescos fora e no pórtico retratam árvores, cachoeiras e pontes - motivos raramente vistos na arte islâmica.

 

O monte Dajt 

É uma montanha no condado de Tirana, Albânia, ao leste da cidade de Tirana. O Dajti National Park também está situado no Dajt. Seu pico mais alto está em 1.613m (5.292 pés). No inverno, a montanha é muitas vezes coberta de neve, e é um refúgio popular para a população local de Tirana que raramente vê quedas de neve. Suas encostas têm florestas de pinheiros, carvalhos e faia, enquanto seu interior contém cânions, cachoeiras, cavernas, um lago e um antigo castelo.

O Parque Nacional de Dajti foi declarado um parque nacional em 1966, e tem uma área expandida de aproximadamente 29.384 hectares desde 2006. 

A montanha pode ser alcançada através de uma estrada de montanha asfaltada estreita em uma área conhecida como Fusha e Dajtit . Este foi o local de um acampamento de verão, mas agora é o local de muitos restaurantes e transmissores de rádio e TV. A partir desta pequena área há uma excelente vista de Tirana e sua planície. Esta é a razão que este lugar foi nomeado como a “Varanda de Tirana”.

 

A Praça Skanderbeg

É a principal praça de Tirana, capital da Albânia, assim chamada em 1968 em homenagem ao herói nacional albanês Skanderbeg. 

 

A Pirâmide de Tirana

A Pirâmide é um edifício de forma piramidal localizado em Tirana, Albânia, inaugurado em 14 de outubro de 1988.

 

Parku i Madh i Tiranës 

O Grand Park de Tirana, também conhecido como Parque de Tirana no Lago Artificial ou mesmo o Parque de São Procopius. É um parque público de 230 hectares, situado na parte do sul de Tirana. Inclui um lago artificial e muitos outros marcos tais como a igreja de Saint Procopius, o palácio presidencial de Tirana e memoriais a personalidades albanesas bem conhecidas.

A Tirana do lago artificial e do parque continua a ser um dos lugares mais relaxantes da capital. Apesar dos edifícios cada vez mais desenvolvidos perto (e às vezes dentro) do parque, uma corrida de manhã cedo ou passeio é uma rotina diária para muitos cidadãos de Tirana.

Para o extremo sul do parque, há o jardim zoológico da cidade e o jardim botânico. Este último inclui muitas flores e plantas que são comuns no ambiente albanês.

 

A Praça Madre Teresa

A praça foi planejada pelo arquiteto italiano Gherardo Bosio , e construída junto com a avenida principal em 1939 a 1941, durante a ocupação italiana de Albânia , em um estilo racionalista .Quando a praça foi construída, foi nomeado Victor Emmanuel III Praça em homenagem a Victor Emmanuel III da Itália . 

Ela está localizado na extremidade norte da Dëshmorët e Kombit Boulevard e importantes edifícios estão situados nesta praça. O edifício inclui a Universidade de Tirana, a Universidade Politécnica , a Universidade de Artes , o Museu Arqueológico e o Centro de Estudos albanológicos.

Em 1980 uma fonte foi colocada no meio da praça e depois da queda do comunismo na Albânia foi renomeada para Madre Teresa e uma estátua dela foi colocada no lado leste da praça. A estátua e a fonte foram removidas mais tarde, após a restauração da praça em 2014 causada pelos preparativos para a visita do Papa Francisco em Tirana. Hoje é uma zona pedonal, utilizada principalmente para diferentes atividades e concertos pelo Município de Tirana.

 

Cassinos

Tirana ainda possui vários cassinos, tais como o Astra Change e o Regency Cassino.

Praça Skanderbeg
Praça Skanderbeg

Praça Madre Tereza
Praça Madre Tereza

Museu Nacional
Museu Nacional

Praça Skanderbeg
Praça Skanderbeg

1/7

Onde mais?

O melhor fica na costa da Albânia. Banhada pelo mar Adriatico, a costa albanesa possui varias praias lindas. Confira:

 

As praias do Adriático tendem a ser areia com águas rasas, tornando-os adequados para férias em família.

As principais praias são as de Velipoja, Shën Gjin, Durrës, Golem, Spillenja, Divjaka, Vlora, entre outros. Além das praias, a costa do Adriático é rica em lagoas e outros ecossistemas naturais proporcionando oportunidades maravilhosas para aqueles apaixonados pelo estudo e observação de aves, bem como aqueles interessados ​​em ecoturismo.

Velipoja praia é a praia mais setentrional do país situado a 22 km da cidade de Shkodër. Existem cerca de 250 dias ensolarados e temperaturas acima de 20 ° C normalmente começam em meados de maio. A praia, com 4 km de areia de alta qualidade, é adequado para férias em família e é geralmente visitado por albaneses do norte.

 

Shëngjin é outra praia de areia perto do distrito de Lezha, situado a 8 km da histórica cidade de Lezha. Shëngjin praia é bem conhecida por sua areia de alta qualidade e tem 200-300 dias de sol por ano. Norte de Shëngjin, à frente de Renci colinas, estabelece a maravilhosa praia chamada Rana e Hedhun (Powdered Sand), que é bem protegido dos ventos daquela área.

 

Baía de Lalëzi é outra área atraente do litoral adriático situado entre Rodon e Bishti i Pallës Cabo. Rodon Cape é uma obra maravilhosa, natural de 7,5 km de comprimento e é um grande sorteio para aqueles que gostam de mergulho. As praias da baía de Lalëzi são arenosas, algumas rodeadas por tiras de pinheiros.

 

A praia de Durrës, situada apenas a 39 km de Tirana, é a maior e mais frequentada praia do país. Tem um comprimento de 6 km com uma faixa consideravelmente larga de areia. A profundidade do mar aumenta muito gradualmente, o que torna esta praia muito segura para famílias e crianças. Em Durres, há três praias principais:

 

Ao norte de Durrës, a praia de Currila é mais profunda e é bastante protegida pelo vento quente que vem da terra.

Sul de Durrës você encontrará outras duas praias: Golem e Mali i Robit, com características semelhantes às praias ao redor da área de Durrës.

Saranda | É uma cidade e município da Albânia. É a capital do distrito de Sarandë na prefeitura de Vlorë. Sarandë é um dos mais importantes centros turísticos da Riviera Albanesa.

A cidade no sul da Albânia tem praias, uma bela vista dos monumentos à beira-mar, algumas atrações a redor como um enorme poço azul que pode ser visitado com excursão e boa conexão com o país vizinho, a Grécia, seja através das barcas que saem de seu porto em direção a Corfu ou pelas rodovias em ônibus para Atenas ou Tessalonika.

 

Vlorë | É um município e a segunda cidade portuária da Albânia, depois de Durrës. Localiza-se no sudoeste da Albânia, na costa do Mar Adriático, é a capital do distrito de Vlorë e da prefeitura de Vlorë

Zvernec
Zvernec

Vlore 2
Vlore 2

Costa Adriatica
Costa Adriatica

Zvernec
Zvernec

1/9

DICAS:

Fique em pousadas, apesar de simples são muito confortáveis dentro da categoria básica (com ar condicionado, minibar, chuveiro quente e cama). Mas isso é o máximo que você vai conseguir por lá. Esqueça os hotéis de design, o luxo e a opulência (ou vá pra outro lugar da Europa).

 

A comida é muito fácil de gostar. No litoral, peixes e frutos do mar são o que há de melhor. No interior, come-se muito cordeiro e pratos à base de carne que lembram os kebabs turcos. A culinária também tem muita coisa em comum com a grega (mesmo porque grande parte do litoral é povoada por gregos). Você vai encontrar greek salad (com tomate, pepino e queijo feta) e tzatziki (molho de iogurte com pepino e alho) em qualquer restaurante.

 

A Albânia produz vinhos bem razoáveis. Mas se bater um pânico sempre haverá um italiano pra salvar a pátria. Afinal de contas, a Itália está ali do lado. Ah, restaurantes italianos e pizzarias também estão por todo lado.

 

As pessoas são doces e ultra prestativas. Mas, com exceção dos mais jovens, poucos falam inglês. Por outro lado, quase todo mundo arranha um italiano básico.

 

Tem wi-fi em tudo quanto é lugar.

 

Em algumas cidadezinhas do litoral, você vai ter que abstrair a urbanização medonha e focar no azul do Adriático. Também vai precisar tolerar uma boa dose de breguice em hotéis e restaurantes. Bom gosto e sustentabilidade ainda não têm tradução no dicionário albanês.

 

Diga que é brasileiro e você será ovacionado. Pouquíssimos de nós pisamos na Albânia. Brasileiros não precisam de visto para entrar na Albânia.

 

A moeda é o Lek. Um real vale 45 lek (e 1 euro vale 150 lek). É como acordar rico de repente.

 

Janta-se bem com € 8 por cabeça e um hotel decente custa uns € 40 na alta e € 25 na baixa temporada.

 

A primeira quinzena de setembro e a segunda quinzena de junho são os períodos ideais para driblar a multidão de polacos, russos, kosovares… e pagar mais barato.

 

Dirigir na Albânia é para os fortes. Algumas estradas são péssimas, quase inexistentes (a pior de todas é a que vai até Berat). Outras, como é o caso da que passa rente ao litoral, até são bem asfaltadas, mas são um sem fim de curvas e subidas, quase sempre sem guard rail. Os albaneses nunca ouviram falar de olho de gato e grande parte das estradas não tem nem faixas pintadas. Além do mais, esqueça o GPS, que não funciona fora dos arredores de Tirana.

 

Transporte

O principal meio de transporte entre as cidades são as vans e ônibus, porém muitos motoristas particulares disputam seus clientes, partindo quando o carro estiver cheio. Todas opções são bastante econômicas e gastamos em média 4 euros por passagem intermunicipal, nos trechos que realizamos. Na seção relativa a cada transporte detalhamos os valores individuais.

 

Alguns acham Tirana uma cidade dispensável, sem grandes atrações. A realidade é que me parece interessante ver a mescla do período comunista, do regime fechado para o mundo, e as dezenas de novas lojas de grife, o modo chique de vestir-se das albanesas, as pessoas se divertindo nas praças públicas.

Impressões

A Albânia pode não ser uma atração turística mundial, mas possui um grande potencial para ser no futuro. Novos empreendimentos imobiliários tem tomado forma neste país e seu litoral, ainda intacto em muitas cidades fazem deste país uma opção bucólica para os “desbravadores”. Se a opção turística for pela qualidade dos hotéis, infraestrutura e mobilidade urbana moderna, é melhor escolher outro destino, a Albânia é para aventureiros.

 

Colaboração:

Visit Albania

Para saber mais sobre eventos, quando ir e onde ficar, visite: http://albania.al